Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Eleições: Maurício vieira apela ao voto pela continuidade

O governador da província central de Manica, Maurício Vieira, apelou ao voto pela continuidade, vincando que a única forma de garantir o prosseguimento do desenvolvimento de Moçambique é votando no partido Frelimo e no seu candidato presidencial, Armando Emílio Guebuza.

Vieira, que falava num encontro de “caça ao voto” que manteve na manha de terça-feira com agentes económicos, incluindo os do mercado informal, disse que “o voto errado é como alguém que compra um sapato que lhe aperta, esse individuo está sujeito a sofrer e sofrer durante muito tempo sem conseguir mudar nada”. Para que isso não aconteça, o governador, que viu o gabinete eleitoral da Frelimo reforçado com a chegada da Ministra da Justiça, Benvida Levi, destacou a necessidade de se votar com responsabilidade, votar certo, alertando os presentes sobre a existência de “vários aventureiros que procuram a todo o custo chegar ao poder”.

Durante o encontro, Maurício Vieira fez destaque aos feitos do seu partido e Governo nas diferentes áreas de desenvolvimento, tendo vincado que o segredo da continuidade de todas as acções desenvolvidas no actual quinquénio passa pela vitória da Frelimo e de Guebuza, facto que exige a participação massiva, com voto certo, no processo eleitoral de 28 de Outubro próximo.

“Não basta votar só por votar. É preciso saber em quem votar e porque”, disse, acrescentando que “é preciso saber votar para se continuar a ter mais escolas, mais hospitais, mais água potável, mais transporte, mais pontes, mais produção de comida, o que em última análise significa continuar a criar melhores condições de vida para as populações”. Estes feitos, segundo ele, só podem ser alcançados com a Frelimo e seu candidato, Armando Guebuza, tendo destacado que votar no partido no poder é garantir a continuidade de todas as acções que a Frelimo tem vindo a realizar desde a altura da independência nacional.

“Saímos daqui convictos de que todos aqui estão com a Frelimo e com Armando Emílio Guebuza”, disse Maurício Vieira. Na sua “caça ao voto”, a Frelimo em Manica tem privilegiado a realização de comícios, encontros direccionados a certos grupos alvo, o desfile de viaturas e motorizado, estando neste momento empenhada também na realização de campanha porta-a-porta. Nesta parcela do país, a campanha está a ser realizada por um total de sete partidos, dentre os quais apenas a Frelimo, Renamo e o Movimento Democrático de Moçambique (MDM), e nalgumas vezes o Partido para Paz, Democracia e Desenvolvimento (PDD), é que fazem “a caça ao voto”.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!