Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Eleições 2009: Daviz Simango deposita candidatura no CC

O presidente do Movimento Democrático de Moçambique (MDM), Daviz Simango, formalizou hoje em Maputo a sua candidatura para as eleições presidenciais de 28 de Outubro próximo. Daviz Simango é o segundo concorrente, a depositar a sua candidatura no Conselho Constitucional (CC), depois de Armando Guebuza, da Frelimo, que concorre para a sua própria sucessão.

Falando a imprensa, Simango disse que os próximos dias serão de trabalho árduo até as eleições. “Acabamos de proceder um acto nobre, que nos é reservado pela Constituição República. Esta é uma candidatura nova, candidatura da nova geração, aglutinadora, de um Moçambique para todos. Esperamos desde já trabalhar muito até 28 de Outubro” disse.

Questionado sobre as expectativas no caso a validação da sua candidatura pelo Conselho Constitucional, Simango foi cauteloso, afirmando apenas “deixemos que o eleitorado dê a sua sentença no dia 28 de Outubro”. Com relação as razões que o levam a concorrer, Simango disse que “pretendemos trabalhar por um Moçambique para todos”.

Assim, caso seja eleito, Simango garante que “nós vamos privilegiar a juventude, educação, saúde e os combatentes, quer da luta de libertação de Moçambique, quer pela democracia, privilegiando a competência e profissionalismo”. Ainda falando a jornalistas, o candidato do MDM, que também é Presidente do Município da Beira, na província central de Sofala, apelou os moçambicanos em idade eleitoral, que ainda não se recensearam, para se inscreverem.

“Nas vésperas do fecho do recenseamento eleitoral apelamos a todos moçambicanos e moçambicanas para que, independentemente da distância que terão que percorrer e independentemente das situações que encontrarem no terreno com relação ao funcionamento das máquinas e das brigadas, façam questão de insistirem para poderem se inscrever, porque nós queremos eleitores, e sem eleitores não há eleições” exortou.

No acto de apresentação da candidatura, Simango entregou ao CC a declaração de sua candidatura, ficha de identificação completa, certidão de identidade do candidato completa, certidão de nacionalidade e origem. Outros documentos incluem a certidão de narrativa completa do registo de nascimento, certificado do registo criminal, declaração de aceitação de candidatura, declaração de elegibilidade, 17.210 assinaturas de proponentes, bem como o depósito de caução de 100 mil meticais exigidos por lei.

O mandatário das candidaturas do MDM, José Manuel de Sousa disse a AIM que o número apresentado ao CC foi o total conseguido pelo partido. Em relação à submissão de candidaturas para as legislativas e Assembleias Provinciais, Sousa não avançou datas para a sua formalização, tendo apenas garantido que tal vai ocorrer dentro dos prazos. A submissão de candidaturas para as presidenciais, bem como legislativas e Assembleia Provinciais termina no próximo dia 29 deste mês.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Related Posts

error: Content is protected !!