Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Eleições 2009: ambiente político favorável a vitória da Frelimo – Guebuza

O Presidente da Frelimo, Armando Guebuza, disse aos militantes do partido que o ambiente eleitoral no pleito de 28 de Outubro próximo é favorável à vitória clara, retumbante e convincente desta força política no poder há 34 anos no poder no país.

Guebuza manifestou esta convicção na Matola, província de Maputo, no encerramento da IV Sessão do Comité Central da Frelimo, que durante quatro dias congregou militantes para, entre vários assuntos, discutir e aprovar o manifesto eleitoral, informe do gabinete central de preparação das eleições 2009. O líder da Frelimo, usando uma linguagem filosófica e comparativa, chamou a atenção dos militantes do partido ao afirmar que a acção política deve ter presente o exemplo do camponês que não se contenta apenas em reafirmar que a época chuvosa é lhe favorável mas que, por isso, aproveita a humidade dos solos para lançar a semente e depois sachar e combater as pragas.

Estas medidas tomadas pelo camponês visam, segundo Guebuza, alcançar altos níveis de produção, em resultado e resposta ao seu trabalho e empenho na sua actividade campesina. “Devemos, pois, usar o ambiente que nos é favorável para continuarmos a reforçar a nossa acção política em todas as frentes e a todos os níveis. Como nos referimos na abertura desta Quarta Sessão do Comité Central, devemos arregaçar as mangas e trabalhar para garantirmos uma vitória clara, retumbante e convincente”, vincou Guebuza.

O presidente da Frelimoadvertiu aos membros do partido que não existem vitórias antecipadas e não deve haver espaço para relaxamento da acção política, devendo todos prosseguir com toda a sua dedicação ao trabalho de educação cívica eleitoral a todos os níveis. Esta acção visa fundamentalmente garantir a presença massiva dos eleitores nas mesas das assembleias de voto, nas eleições de Outubro.

Neste contexto, os militantes devem usar este ambiente e os resultados até aqui registados como estímulo e como factor de mobilização para um engajamento em várias acções como a angariação de mais membros para a Frelimo, mobilização e enquadramento dos militantes. O encerramento desta sessão, segundo Guebuza, significa a abertura de diferentes frentes políticas e a todos os níveis, porque, dentro de dias e até ao dia 28 de Outubro, todos os militantes e simpatizantes da Frelimo vão, uma vez mais, percorrer o país levando a mensagem da auto-estima, de patriotismo e unidade nacional.

“Queremos exortar a todos os moçambicanos, com particular realce os jovens e as mulheres para, de novo se colocarem na linha da frente de mobilização e de enquadramento da vontade popular, a nosso favor, nesta caminhada rumo à vitória”, sublinhou Guebuza. “Vamos todos juntos, de forma festiva, ordeira e pacífica, manifestar a nossa vontade eleitoral e o orgulho de exibir o dedo tingido de tinta indelével por termos exercido o nosso direito cívico”, disse. Guebuza congratulou-se igualmente com o grau de cumprimento das promessas feitas aquando da sua corrida para o poder.

Hoje, cinco anos depois, ele disse ser consenso nacional, partilhado pela comunidade internacional, que Moçambique mudou. Para o efeito, ele apontou, a título de exemplo, a elevação da auto-estima dos moçambicanos e o orgulho pela história e feitos; a expansão da rede escolar e sanitária e de abastecimento de água, a implantação do ensino superior em todo o país entre outras realizações dignas de realce.

Na sessão de encerramento foram igualmente apresentadas varias moções de saudação aos diversos órgãos da Frelimo, com destaque para a de saudação do presidente Armando Guebuza.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!