Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Egipto condena sete homens à prisão perpétua por ataques sexuais e assédio

Um tribunal egípcio condenou sete homens à prisão perpétua nesta quarta-feira(16), em dois casos separados de ataques sexuais e assédio a mulheres durante manifestações e celebrações na Praça Tahrir, no Cairo.

As penas foram as maiores desde que o Presidente Abdel Fattah al-Sisi prometeu em Junho reprimir os ataques sexuais e o Governo criminalizou o assédio sexual, a par de críticas generalizadas de activistas e advogados à acção das autoridades para conter os abusos.

Cinco homens foram condenados à prisão perpétua por atacar e assediar mulheres durante os festejos da posse de Al-Sisi em Junho.

A um outro réu, de 16 anos, foi aplicada a pena de 20 anos de prisão, e a um de 19 anos, duas penas de 20 anos, embora não tenha ficado claro de imediato se ele cumpriria a dupla sentença ao mesmo tempo.

Todos os sete foram condenados por assédio sexual com base numa nova lei e por tentativa de estupro, tentativa de assassinato e tortura.

Um dos cinco homens, bem como outros dois também condenados à prisão perpétua, também foram sentenciados num caso separado, por atacarem uma mulher que participava na celebração do aniversário da queda do Presidente Hosni Mubarak em 2011.

Uma das vítimas chorou na sala do tribunal depois de ouvir os veredictos. Os réus nos dois casos, com idades entre 16 e 49 anos, permaneceram numa cela na corte e gritaram “injustiça” depois da leitura dos veredictos.

Os seus parentes atacaram jornalistas.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Related Posts

error: Content is protected !!