Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

EDM com prejuízos de USD 30 milhões em 2009

Actos de vandalismo contra material da rede de transmissão de energia eléctrica da empresa pública Electricidade de Moçambique (EDM) incrementaram, em 2009, em cerca de 23%, face ao ano anterior, causando prejuízos à companhia estatal estimados em cerca de 30 milhões de dólares norte-americanos.

Os prejuízos foram também provocados por escavações feitas por várias empresas da área das Telecomunicações, principalmente, junto às linhas de transporte da energia nas principais áreas urbanas de Moçambique, de acordo com Manuel Cuambe, Presidente do Conselho de Administração (PCA) da EDM, indicando em seguida que o roubo de cabos eléctricos “consumiu cifras inaceitáveis de cerca de 400 mil dólares”, igualmente no período em análise.

Cuambe nomeou o Centro de Moçambique como a região “com gravíssimos problemas de roubo de cabos eléctricos” para posterior comercialização nos países vizinhos, chamando a atenção da população do país, em geral, para ajudar a empresa a estancar aquele tipo de crime através de denúncias dos seus autores.

Receitas

Entretanto, aquela empresa pública reivindica ter arrecado, em 2009, receitas estimadas em cerca de 5130 milhões de dólares norte-americanos, o correspondente a um incremento estimado em 12% comparativamente ao ano anterior, segundo igualmente o PCA da EDM, projectando-se, entretanto, que a companhia gaste até 2013 cerca de 200 milhões de dólares em obras destinadas a garantir a electrificação de 115 das 128 sedes distritais moçambicanas.

Cuambe revelou aquelas informações na abertura dos trabalhos de um encontro-balanço das actividades desenvolvidas pela EDM durante o ano transacto, período que registou uma procura de energia eléctrica na ordem de 481 megawatts, contra 416 megawatts de 2008. Refira-se, entretanto, que do total de 736 088 clientes da EDM, cerca de 73% estão abrangidos pelo sistema prépago CREDELEC.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Related Posts

error: Content is protected !!