Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Edilidade reduz taxas de licenciamento da actividade para os taxistas de bicicletas

O Conselho Municipal de Quelimane(CMQ) acaba de anunciar a redução das taxas de pagamento para os que praticam a actividade de taxi de bicicleta.

A medida foi tornada pública, semana passada, pelo próprio edil de Quelimane, Manuel de Araújo, quando reuniu-se com aqueles operadores.

As taxas para o licenciamento da actividade de taxi de bicicleta no município de Quelimane estavam fixadas em 100.00MT/ano, mas este valor era visto como exorbitante para os taxistas.

Várias vezes, os taxistas vieram ao público pedir para que a edilidade reduzisse as taxas, mas só agora no mandato de Araújo, o pedido foi aceite e, finalmente, as taxas foram fixadas já em 50.00MT/ano.

Estamos satisfeitos

Taxistas contactados disseram que, com a redução da taxa, já não vão ter problemas com a Polícia Camarária, vão sim licenciar a sua actividade para que possam estar na via pública sem problemas.

Acácio Luís reside na Madal, mas a sua actividade diária é fazer táxi. Disse que, várias vezes, a sua bicicleta foi apreendida pelos homens do Conselho Municipal por falta de licença, mas agora, de acordo com garantias dadas pelo Acácio, este cenário será esquecido, porque o próprio exibiu a taxa de licenciamento paga, última sexta-feira.

A fonte diz que não tem outra fonte de rendimento senão transportar pessoas. “Isso ajuda-me a cuidar de mim e da minha família, aliás, vivo com minha mãe e por dia consigo 100.00MT ou 200.00MT” – rematou.

Sidónio Francisco diz que é natural de Lugela, mas está na cidade de Quelimane há 2 anos. Quando chegou vivia na casa dum familiar, mas com o andar do tempo viu que precisava de fazer alguma actividade.

Sidónio diz ter trabalhado como empregado doméstico e foi graças a este emprego que conseguiu dinheiro para comprar a sua bicicleta. Agora diz que tem a sua bicicleta que lhe dá alguma coisa. Não quis revelar quanto consegue por dia, mas diz que com o valor consegue comprar comida.

Quando questionado sobre o licenciamento de bicicleta, Sidónio mostrou reservas, mas sublinhou que irá fazer, para evitar problemas com o município. “Vou pagar estes 50.00MT, porque aquela polícia camarária não brinca” – reconheceu.

“Cumprimos com o que prometemos” – diz o edil de Quelimane

Manuel de Araújo diz que a decisão de reduzir as taxas de licenciamento de táxi de bicicleta está plasmado no seu manifesto eleitoral que conduziu-lhe ao poder, por isso, com com esta medida, Araújo diz ter cumprido com a promessa.

E não só, o edil de Quelimane reconheceu o contributo que os taxistas de bicicletas dão aos munícipes de Quelimane, mesmo debaixo da chuva e do sol eles deixam o passageiro na porta de casa.

“Temos vindo a acompanhar o dia-a-dia dos taxistas, por isso continuaremos a incentiva-los até onde podermos” – rematou o edil.

Sobre os passos seguintes a serem dados pela edilidade, Araújo diz que o segredo é a alma do negócio, mas garantiu que, próximos dias, os taxistas de bicicletas e os munícipes em geral poderão ver coisas boas nesta área de transportes.

Refira-se que muitos jovens em Quelimane praticam a actividade de taxi.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!