Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

https://www.petromoc.co.mz/Lubrificantes.htmlhttps://www.petromoc.co.mz/Lubrificantes.htmlhttps://www.petromoc.co.mz/Lubrificantes.html
Publicidade

Edilidade de Angoche combate erosão costeira

O Conselho Municipal de Angoche, em parceria com o Fundo Mundial para a Natureza (WWF), está a implementar um programa destinado a conter o avanço da erosão que afecta a orla marítima, que constitui uma séria ameaça à parte continental e às ilhas adjacentes daquela cidade, decorrente do abate indiscriminado do mangal.

Américo Adamugy, edil da cidade de Angoche, precisou que as actividades do programa consistem na produção e multiplicação de mudas de mangal, entre outra vegetação que serve para proteger a orla marítima dos efeitos devastadores da erosão.

A comparticipação da WWF no programa baseia-se na disponibilização de sementes de mangais e treinamento de técnicos agrários que trabalham com a edilidade de Angoche, visando garantir a produção e multiplicação do material vegetativo cujo plantio é assegurado pelas comunidades.

O abate intensivo do mangal pelas comunidades dos distritos costeiros tem várias finalidades, em particular para utilização como combustível para fins domésticos e material principal para a construção de infra-estruturas de habitação devido à sua resistência e constitui uma actividade financeiramente rentável. De acordo com Américo Adamugy, esse factor tem propiciado o abate de uma forma indiscriminada do mangal junto às ilhas municipais de Angoche, aproveitando-se da sua vulnerabilidade derivada das deficientes condições de vigilância por parte da edilidade e das comunidades locais.

Devido a esse facto, três Ilhas municipais de Angoche, nomeadamente Buzu, Nhuluti e Iepá sofrem de forma intensiva, neste momento, os efeitos da erosão da sua costa, tendo levado a edilidade a proceder à transferência de cerca de 80 famílias cujas habitações se encontravam em risco de desabar.

Share on whatsapp
WhatsApp
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on telegram
Telegram

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

error: Content is protected !!