Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Duas mulheres condenadas a 20 chicotadas por usar calças compridas no Sudão

Duas mulheres detidas em Julho passado num bar de Cartum junto com a jornalista Lubna Ahmed al Hussein foram condenadas na quinta-feira a receber 20 chicotadas cada uma por usar roupas consideradas indecentes. As duas foram condenadas por violar a ordem pública por vestir calças compridas e não usar o véu islâmico.

Além das chicotadas, deverão pagar uma multa de 250 libras sudanesas (100 dólares), caso contrário terão de passar um mês na prisão. As duas condenadas, cuja identidade não foi revelada, foram detidas em Julho num bar de Cartum junto a Lubna Ahmed al Hussein, a jornalista condenada em Setembro pelo mesmo delito.

Al Hussein, cujo processo desencadeou protestos em todo mundo, não foi chicoteada e sim presa por ter se negado a pagar a multa decidida pelo tribunal. A Associação de Jornalistas do Sudão pagou a multa no dia seguinte ao verdicto e Al Hussein foi libertada.

Outras dez mulheres detidas na mesma ocasião também foram condenadas e receberam dez chicotadas. O artigo 152 do código penal sudanês prevê uma pena máxima de 40 chicotadas para qualquer pessoa que “cometer um acto indecente, contrário à moral, ou utilizar vestimenta indecente”.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!