Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Doentes forcados a internato nas suas próprias residências

A população da vila sede do distrito de Mecúburi diz estar cansada de ver os seus pacientes a serem mandados embora do único Centro de Saúde existente naquela vila, devido à respectiva incapacidade de intenamento. 

O facto foi revelado ao nosso jornal por alguns populares daquele distrito, que, por sinal, que foram alvo da situação naquela que é considerada a maior unidade sanitária daquele ponto da província. Casimiro Norberto, Osvaldo António, Eva Calisto e Sarima Augusto, que padeciam de malária, constam da lista de muitos outros doentes que foram vítimas de referida barbaridade.

Soubemos, ainda, que o atendimento de pacientes, inclundo o respectivo internamento, só é possível mediante subornos ou amizades com funcionários da referida unidade sanitária. A nossa Reportagem tentou, sem sucesso, ouvir a directora dos Serviços de Saúde, Mulher e Acção Social de Mecúburi, por, alegadamente, estar fora daquele distrito.

Entretanto, contactamos Nerina John, administradora do distruito de Mecúburi, que reconheceu o facto e disse que a situação deve-se, propriuamente, à incapacidade de internamento naquele Centro de Saúde, facto que diz ter sido já reportado à Direcção Provincial de Saúde com vista a encontrarem-se alternativas para o problema.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!