Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Detidos três indivíduos acusados de matar um membro das FADM na Matola

Três cidadãos estão a contas com a Polícia da República de Moçambique (PRM), desde a última quinta-feira (28), acusados de assassinato de um oficial das Forças Armadas de Defesa de Moçambique (FADM), no município da Matola, província de Maputo, bem como de prática de assaltos à mão armada e violações sexuais.

O crime aconteceu a 31 de Julho passado, na residência do malogrado, no bairro de Intaka.

Os supostos assassinos, que trocaram acusações entre si no momento de acareação, encontram-se detidos na 7a esquadra da PRM, no bairro de T3, na Matola.

Segundo a corporação, eles desferiram duros golpes com recurso a uma catana contra o militar em alusão, tendo lhe acertado fatalmente na cabeça. Em seguida, colocaram em fuga durante dois meses.

Para lograrem os seus intentos, os malfeitores contrataram um indivíduo que simulou ser pedreiro e prestava serviços na casa no finado, mas a sua missão era vigiar os passos da vítima e fornecer informações ao executores do crime.

À Polícia, os indiciados assumiram o delito mas atiram a culpa a um cidadão de nome Timóteo Fernando, por sinal membros da mesma quadrilha ora presa e considerado cabecilha da mesma. Mas ele declarou-se inocente e para além de negar as acusações que pesam sobre si e apontou outras pessoas como sendo culpadas.

A Polícia já instruiu o processo-crime no sentido de levar os acusados à barra da justiça, mas disse que está no encalço de outros prováveis integrantes da quadrilha.

Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!