Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

https://www.petromoc.co.mz/Lubrificantes.htmlhttps://www.petromoc.co.mz/Lubrificantes.htmlhttps://www.petromoc.co.mz/Lubrificantes.html
ADVERTISEMENT

Destruídos 12 milhões de hectares de florestas para produção de carvão

Cerca de 12 milhões de hectares de florestas moçambicanas são destruídos, em média anual, para produção de carvão vegetal e outros combustíveis lenhosos, em Moçambique.

As queimadas descontroladas são também responsáveis por esta situação, segundo a Direcção Nacional de Terras e Florestas, apontando, em seguida, que para inverter o cenário está em curso uma campanha nacional sobre controlo das queimadas descontroladas no país, cujo lançamento teve lugar esta quarta-feira, na província central de Tete.

Basicamente, a campanha visa capacitar as comunidades rurais em técnicas melhoradas de exploração sustentável de recursos florestais, abdicando-se da prática de queimadas descontroladas, por esta acção estar a “perigar a biodiversidade ambiental”, através da destruição de várias espécies de animais.

Refira-se, entretanto, que um estudo do Ministério para a Coordenação da Acção Ambiental (MICOA) de 2008 estima que cerca de 25 a 40 milhões de hectares de florestas são devastados por ano, dos quais 17 milhões de metros cúbicos equivalentes à exploração de madeira para geração de energia e outros fins comerciais.

Niassa, Tete, Manica, Cabo Delgado, Nampula, Zambézia e Sofala são as regiões do país com mais negócio de florestas, principalmente, por multinacionais estrangeiras do sector madeireiro.

WhatsApp
Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

error: Content is protected !!