Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Desportivo começa defesa do título nacional de basquetebol com derrota mas mostra raça diante do Ferroviário da Beira

Desportivo começa defesa do título nacional de basquetebol com derrota mas mostra raça diante do Ferroviário da Beira

Foto de Adérito CaldeiraO campeão, Desportivo de Maputo, foi surpreendido na jornada inaugural do nacional de basquetebol sénior masculino, que decorre na capital moçambicana, pelos “estudantes” da A Politécnica que conseguiram uma vitória inédita. Contudo na 2ª jornada os “alvi-negros” mostraram, vencendo o Ferroviário da Beira, que ainda têm raça para defenderem o título.

Mergulhados numa crise directiva e financeira que se arrasta indefinidamente os “alvi-negros”, agora sob o comando de José Delfino, começaram a defesa do título em desvantagem diante dos jovens atletas da A Politécnica que sentiram a falta de estofo dos campeões e aproveitaram para fazer um brilharete e conquistar uma vitória inédita por 59 a 54 pontos.

Mas a prova, cuja primeira fase está a ser disputada no sistema de todos contra todos, abriu com uma vitória de uma das equipas mais sérias candidatas ao troféu, o Ferroviário de Maputo derrotou os estreantes do CAME de Quelimane por 88 a 51 pontos.

Ainda no sábado(23) o Costa do Sol não teve argumentos diante do Ferroviário da Beira, outro candidato ao título, e saiu derrotado por 60 a 90 pontos.

A 1ª jornada fechou com outra surpresa, o histórico Maxaquene a jogar no seu pavilhão foi derrotado pela equipa do Vaz Team Basket da cidade da Beira por 62 a 63 pontos.

“Nós tínhamos o objectivo de começar bem”

No domingo(24) a jornada abriu com os “canarinhos” a redimirem-se vencendo os “quelimanenses” por 95 a 71 pontos. Os “locomotivas” de Maputo mantiveram a sua invencibilidade derrotando os “beirenses” do Vaz Team por 92 a 51 pontos.

A Politécnica sem surpresa impôs-se aos “tricolores” por 73 a 60 pontos. “Nós tínhamos o objectivo de começar bem o Campeonato e ir ganhando jogo a jogo” disse ao @Verdade o treinador dos “estudantes”, Alberto Niquice, acrescentando que as aspirações da sua equipa na “primeira fase é qualificar entre os quatro primeiros, depois vamos ver”.

E o jogo mais aguardado da 2ª jornada não defraudou as expectativas. O Desportivo revigorado entrou com raça e venceu o 1º período com uma vantagem de 20 pontos. O Ferroviário da Beira, agora comandado por Nazir Salé, com menos rodagem começou a dar réplica e reduziu a desvantagem ao intervalo para 8 pontos.

No 3º e 4º períodos as equipas puseram tudo o que tinham na quadra e ficaram empatadas primeiro a 49 pontos e depois a 66 pontos. Mas no prolongamento a combinação entre a experiência de uns e a jovialidade de outros jogadores “alvi-negros” resultou na perfeição e os campeões sairam vitoriosos por 73 a 71 pontos.

O Campeonato prossegue nesta terça-feira(25) com as seguintes partidas agendadas para o pavilhão do Maxaquene na baixa da cidade de Maputo:

Ferroviário de Maputo vs A Politécnica

CAME de Quelimane vs Vaz Team da Beira

Maxaquene vs Ferroviário da Beira

Desportivo de Maputo vs Costa do Sol

O programa de jogos para as restantes jornadas é o seguinte:

Os primeiros quatro classificados apuram-se para as meias-finais que serão disputadas num “play-off” a melhor de três jogos, e a final será disputada num “play-off” mas a melhor de cinco jogos.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!