Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Desacatos agita centro de refugiados de Marratane

O Centro Nacional de Refugiados localizado em Marratane, distrito de Nampula- Rapale, viveu momentos conturbados na manhã de ontem, provocados por um grupo de cidadãos de origem somali residentes na cidade de Nampula, que, na tentativa de forçar a sua entrada naquele aglomerado sem permissão das entidades gestoras, obrigou os agentes da lei e ordem a fazer disparos para pôr cobro à situação.

Informações colhidas pela nossa reportagem de fonte daquele centro indicam que a polícia da República de Moçambique efectuou a detenção de, pelo menos, nove cidadãos somalis que, sem permissão da delegação do Instituto Nacional de Apoio aos Refugiados, tentou efectuar a distribuição de bens alimentares aos seus concidadãos.

As nossas fontes, em Marratane, disseram que tal procedimento não é permitido seja qual for a motivação, pois que a entidade gestora tem capacidade para prestar assistência multiforme à população de refugiados ali alojada.

Presumivelmente, terá sido por ignorar o regulamento interno que o grupo de cidadãos somalis deslocou-se a Marratane para, alegadamente, fazer ofertas de bens alimentares aos seus concidadãos, não acatando, inclusive, os apelos para desistir do seu propósito. Consequentemente, os elementos da força policial ali posicionados tiveram que intervir para conter os ânimos exaltados do referido grupo, fazendo disparos de arma do tipo pistola.

Os Serviços Provinciais de Migração e uma brigada da Polícia de Investigação Criminal foram enviados para Marratane a fim de se inteirarem, junto dos somalis que se dirigiram aquele Centro de Refugiados, acerca das suas reais intenções e, simultâneamente, da legalidade da sua permanência no país.

Os disparos tomaram de pânico a população do centro de Maratane estimada em cerca de 5.313 refugiados , maioritamente originária do Congo, Somália e Burundi, países de onde imigraram para Moçambique por razoes relacionadas com conflitos armados que tendem a recrudescer ou a perpetuar – se.

Situações de conflito no Centro de Maratane são pouco frequentes nos últimos tempos. Entretanto, as autoridades governamentais prometem divulgar nas próximas horas um comunicado reflectindo as razões da ocorrência de ontem.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Related Posts

error: Content is protected !!