Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Daviz Simango candidato às próximas eleições presidenciais, legislativas e provinciais

O Movimento Democrático de Moçambique (MDM) já escolheu o seu candidato às próximas eleições presidenciais e legislativas e para as assembleias provinciais, marcadas para 28 de Outubro próximo. Daviz Simango, presidente daquela formação politica recentemente formada, foi a figura escolhida no segundo Conselho Nacional, realizado este fim de semana, na cidade capital provincial de Nampula.

No final do encontro do órgão máximo do MDM, o respectivo presidente agradeceu a confiança depositada na sua pessoa por parte dos seus correligionários, ajuntando de seguida que as perspectivas para um resultado positivo no pleito de 28 de Outubro próximo são boas, porquanto nota-se uma aderência forte dos cidadãos em idade de votar junto da formação politica que dirige.

Depois de oficialmente encerrado o segundo conselho nacional do MDM, numa das instâncias hoteleiras de luxo na cidade de Nampula, realizou-se um encontro popular na zona residencial de Muchinha, posto administrativo urbano de Namicopo, momento que Daviz Simango aproveitou para promover a sua imagem e do partido que dirige, fazendo promessas de melhorias na qualidade dos serviços sanitários e ensino prestados pelo actual governo, alem de emprego para os cidadãos que têm formação técnico profissional.

O referido encontro esteve em risco de não se realizar devido às acções de vandalismo protagonizadas por simpatizantes da Renamo em Nampula, os quais defendem que, no presente momento, os partidos existentes são apenas a Frelimo e a “Perdiz”, pelo que o MDM não tem espaço para desenvolver as suas actividades.

O alpendre, que havia sido construído no local onde se realizou o encontro popular do MDM, dirigido pelo respectivo presidente, foi destruído em dois tempos, e, os autores abandonaram o local como se de inocentes se tratassem, em direcção ao bairro de Namicopo, onde a Renamo tem as suas bases de influência.

O MDM chama a atenção dos cidadãos interessados em política pelo facto das suas fileiras desfilarem figuras de reputação ao nível da Renamo-União Eleitoral que têm assento na Assembleia da República, nomeadamente Maria Moreno, ex-chefe da bancada parlamentar minoritária, Ismael Mussa, Linet Olofsson, Manecas Daniel, incluindo o exassessor de Afonso Dlhakama, Agostinho Ossure.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Related Posts

error: Content is protected !!