Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Dário põe mais três tijolos na liderança

Dário põe mais três tijolos na liderança

Há três equipas que estão a fazer uma segunda volta com categoria: Liga Muçulmana, Costa do Sol e o Ferroviário de Nampula. E uma que dormiu, em primeiro lugar, numa almofada de cinco pontos de vantagem e acordou, em segundo, com menos sete do que a equipa que lhe roubou a liderança.

A jornada 18 do campeonato começou com a despedida do melhor marcador das duas últimas edições do Moçambola, Jerry, e acabou com os tricolores a terem de aplicar-se para que Tete não fosse o inferno de sempre.

Antes, a Liga Muçulmana colocou pressão nos perseguidores com uma vitória contundente. Os muçulmanos não se fiaram nos cinco pontos de vantagem e golearam o Ferroviário da Beira. Com Ítalo, Nelson e Telinho, na frente de ataque, a equipa de Artur Semedo respira qualidade.

Porém, Carlitos e Momed Hagy formam o núcleo duro das exibições bem conseguidas e, por isso, os muçulmanos cumpriram o objectivo com brilhantismo: três pontos garantidos e a diferença para os históricos (Maxaquene e Costa do Sol) a dilatar-se ou, na pior das hipóteses, a ficar igual. Dário Monteiro teve um momento à ponta-de-lança e fez o seu primeiro “hat trick” na prova. O resultado, diga-se, poderia ter sido mais folgado.

Outra equipa em grande forma

E, a fechar a jornada, o Costa do Sol confirmou que está num grande momento de forma. Os canarinhos responderam à goleada da Liga Muçulmana pela mesma medida: venceram por quatro bolas sem resposta fora de portas. A vítima, diga-se, do rolo compressor movimentado por David, que fez três golos, foi o Incomáti de Xinavane.

Entre muçulmanos e canarinhos, uma série de resultados curiosos. O HCB empatou com o Maxaquene. O Atlético Muçulmano, como é norma, venceu o Desportivo, o Sporting continua sem vencer e está cada vez mais no fundo da tabela classificativa.

Por fim, o Ferroviário de Nampula. Os locomotivas do norte e o Matchedje jogaram no domingo. Os militares podiam aproveitar para não deixar o Atlético Muçulmano fugir.

O Altético até conseguiu três pontos, já se disse, na recepção ao Desportivo, mas o Matchdje continua sem vencer e complica a vida com a derrota frente aos locomotivas que já estão em quarto, depois de terem batido fundo na tabela classificativa. Valeu, porém, a uns e a outros o facto de Incomáti e o Ferroviário da Beira terem defrontado o primeiro e o terceiro.

Na Machava houve luta acesa pelos três pontos, com os locomotivas da capital a terem de colocar a classe um pouco de lado e ganhar ao Chingale mais em vontade e com dois belos golos. Assim se construiu o oitavo golo de Luís no Moçambola.

Em resumo, a jornada 18 não trouxe muito de novo. O primeiro é cada vez mais primeiro e, em baixo, os últimos têm cada vez menos tempo (jogos) para inverter a situação.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!