Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

https://www.petromoc.co.mz/Lubrificantes.htmlhttps://www.petromoc.co.mz/Lubrificantes.htmlhttps://www.petromoc.co.mz/Lubrificantes.html
Publicidade

Cúpula aproxima-se, e fundo climático continua emperrado

Os governos nacionais continuam a divergir sobre quanto poder deve ser dado a um fundo das Nações Unidas que ajudará nações em desenvolvimento a enfrentarem as mudanças climáticas, faltando poucas semanas para uma decisiva cúpula climática na África do Sul, segundo um negociador europeu.

No ano passado, os países concordaram com a criação do “Fundo Climático Verde”, que deve chegar a 2020 canalizando 100 bilhões de dólares anuais para os países em desenvolvimento.

No mês passado, um comité da ONU concluiu o esboço do fundo, numa reunião na África do Sul. As propostas serão debatidas por negociadores do mundo todo entre 28 de novembro e 9 de dezembro em Durban.

Diante do impasse para a aprovação de um novo tratado climático de cumprimento obrigatório, para vigorar a partir de 2013, a adopção do fundo climático é o máximo que se espera da cúpula sul-africana.

Mas os EUA e a Arábia Saudita se opõem a alguns aspectos do fundo, segundo Laurence Graff, chefe da unidade de relações internacionais e interinstitucionais da Comissão Europeia.

“A natureza dessas objeções – se elas são preocupações sérias, ou se (os dois países) desejam acrescentar recomendações – está para ser vista”, disse Graff.

Os EUA e outros países desejam que o Banco Mundial tenha um papel central na gestão do fundo, enquanto algumas nações em desenvolvimento e ambientalistas se opõem, alegando que a instituição não tem credenciais ambientais.

“A questão é de fato se o fundo deve ser autorizado a realizar seus próprios projetos sem recorrer ao Banco Mundial” disse ela.

Share on whatsapp
WhatsApp
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on telegram
Telegram

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

error: Content is protected !!