Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Criança morre afogada em Maputo

Uma criança de 12 anos de idade, do sexo masculino, morreu afogada, na tarde de terça-feira (06), quando tentava mergulhar, longe de um adulto, ao longo da Avenida Marginal, na cidade de Maputo.

A vítima, cuja identidade não apurámos, vivia no bairro da Polana Caniço “B” e deslocou-se à praia na companhia de um grupo de crianças. O caso deu-se nas imediações do Clube Marítimo.

No local, o @Verdade apurou que antes de se fazer à água, o finado e os outros petizes estiveram e a brincar durante algumas horas, mas nenhum dos banhistas presentes no local se apercebeu de que eles estavam sozinhos.

“De repente, ouvimos gritos de pedido de socorro e corremos para ajudar o meninos mas não conseguimos fazer nada, senão tirar o corpo da água. Ele já estava morto. Isso aconteceu pouco depois das 12h00”, disse um cidadão que se identificou pelo nome de André Xiluvane.

Tende a ser frequente os pais e encarregado de educação permitirem que os filhos se façam à praia ou ao rio sozinhos, o que, na pior das hipóteses, acaba em tragédia.

Na semana passada, outras duas crianças, também do sexo masculino, de 11 e 17 anos de idade, perderam a vida em resultado de um naufrágio ocorrido, em Nacala-Porto, província de Nampula.

Na mesma parcela do país, outros dois miúdos são dados como desaparecidos em consequência de um naufrágio ocorrido no rio Mongicual. Todas as vítimas faziam-se transportar em embarcações de fabrico artesanal.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!