Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Criança albina arrancada do pai em Tete e dois supostos raptores detidos na Zambézia

Uma criança albina, de cinco anos de idade, identificada pelo nome de Brasileira Lino Alexandre, foi raptada depois de um grupo de malfeitores ter agredido fisicamente o seu progenitor, numa noite, há dias, no distrito de Marara, província de Tete. Já nos distritos de Luabo e Milange, na Zambézia, a Polícia da República de Moçambique(PRM) deteve dois indivíduos acusados de rapto de albinos.

Em Tete, o rapto deu-se na zona de Chirodzi e é o primeiro caso registado naquela parcela de Moçambique; ao contrário de Nampula, onde ocorrem situações aterradoras de albinos que vivem em pânico, e parte deles já foi morto e outros submetidos a maus-tratos.

O porta-voz da PRM em Tete, Luís Núdia, disse que os bandidos dominaram o pai da menor e fugiram com ela. Na Zambézia, João Mahunguele, comandante provincial da Lei e Ordem, contou que a detenção dos alegados raptores foi graças a denúncias da população e um dos raptores tentava pôr a vítima em cativeiro.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!