Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

CPJ honra jornalistas etíopes por coragem

O Comité para a Protecção dos Jornalistas (CPJ), sediado em Nova Iorque (Estados Unidos) concedeu um prémio ao grupo de jornalistas etíopes designado “o Zone 9 blogueiros” pela sua coragem no trabalho.

Num comunicado transmitido quinta-feira à PANA em Dakar, o CPJ declarou que os Zone 9 bloguistas foram honrados com jornalistas da Síria e de outros lados, durante o seu 25º jantar anual do Prémio de Liberdade de Imprensa Internacional decorrido na América.

Os jornalistas foram premiados pelo seu trabalho corajoso no meio dos riscos, como os ataques físicos, o aprisionamento, o exílio e o assassinato.

“Estes laureados enfrentaram as ameaças dum Governo repressivo, carteis da droga, o Estado Islâmico e banditos determinados a sufocarem a verdade”, indicou o diretor executivo do CPJ, Joel SImon.

Segundo um comunicado, Suroosh Alvi, co-fundador do Vice-Media, atribiu um galardão a Zone 9 Blogueiros, dos quais seis foram acusados de terrorismo e detenção durante mais dum ano, em represálias a reportagens críticas.

Enquanto isto, Raqqa is Being Slaughtered Silently, um grupo de jornalistas cidadãos sírios que viu dois dos seus membros assassinados pelo Estado Islâmico, recebeu igualmente o seu prémio de editor de Nova Iorque e membro do Conselho do CPJ, David Remnick.

Criador do laureado de “Prémio Pulitzer Doonesbury de banda desenhada Garry Trudeau, o grupo apresentou Zulkiflee Anwar Ulhaque (Zunar) da Malásia com o seu premio, a primeira vez que o CPJ honrou um desenhador em tempo pleno.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!