Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Publicidade

Covid-19: províncias de Gaza e Manica ultrapassam milhar de casos activos. Pandemia matou 1.500 cidadãos em Moçambique

coronavirus0208-dash-obitos

Mais 21 moçambicanos não resistiram a pandemia respiratória e pereceram, elevando para 1.500 o cumulativo de vítimas mortais, 1.071 ocorreram na Cidade de Maputo. Moçambique ultrapassou, nesta terça-feira(03), os 126 mil casos positivos da covid-19 com as províncias de Gaza e Manica a ultrapassarem o milhar de casos activos.

O Ministério da Saúde(MISAU) actualizou para 1.500 o cumulativo de vítimas mortais da pandemia respiratória em Moçambique com a notificação de mais 21 óbitos em pacientes infectados pelo novo coronavírus. Os óbitos ocorreram 14 na Cidade de Maputo, três na Província de Maputo, um na Província de Inhambane, um na Província de Sofala e um na Província do Niassa.

O @Verdade descortinou que as vítimas mortais do sexo feminino tem 56, 61, 64, 66, 67, 70, 74, 79 e 83 anos de idade enquanto as do sexo masculino tem 40, 56, 57, 60, 60, 60, 62, 67, 70, 71, 78 e 80 anos de idade.

“Destes, três óbitos foram declarados no dia 30/07/2021, dois no dia 31/07/2021, um no dia 1/08/2021, treze no dia 2/08/2021 e dois no dia 3/08/2021”, reporta o Boletim Epidemiológico que indica estarem internados nos covidários 507 pacientes na sequência do registo de mais 62 novos internamentos e de 35 altas hospitalares.

Entretanto ascendeu a 126.391 o cumulativo de casos positivos registados em Moçambique, desde Março de 2020, com o diagnóstico de mais 1.429 indivíduos positivos para o SARS-CoV-2, todos em resultado de transmissões locais e entre eles 1.405 moçambicanos.

Na Cidade de Maputo voltaram a aumentar os casos activos para 15.261 com nove novos infectados no Distrito Municipal de Kamavota, 72 no Distrito Municipal de Kamaxaqueni, 110 no Distrito Municipal de Kanlhamanculo e 402 no Distrito Municipal de KamPfumo.

Pela Provínica de Maputo também aumentaram os casos activos para 5.888 com um novo infectado no Distrito de Matutuíne, 14 no Município da Namaacha, 17 no Distrito de Marracuene, 24 no Distrito da Moamba, 27 no Município de Boane e 54 na Cidade da Matola.

Inhambane continua a ser a terceira província com o maior número de casos activos, 1.854, tendo sido detectados 1 novo infectado no Distrito de Jangamo, dois no Município da Massinga, dois no Distrito de Morrumbene, dois no Distrito de Funhaloro, dois no Distrito de Zavala, três no Distrito de Inhassoro, 13 no Distrito de Panda, 13 no Município de Vilanculo, 19 no Município da Maxixe e 36 na Cidade de Inhambane.

Na Província de Sofala subiram para 1.454 os casos activos com cinco novos infectados no Distrito de Caia, seis no Distrito de Nhamatanda, nove no Município de Marromeu, 12 no Município do Dondo e 98 na Cidade da Beira.

A Província de Gaza passou a ter 1.144 casos activos após a identificação de dois novos infectados no Distrito de Mabalane, cinco no Distrito de Massingir, cinco no Município do Chibuto, oito no Distrito de Guijá, 12 no Distrito de Mapai, 13 no Distrito de Chigubo, 26 no Município de Mandlakazi, 27 no Distrito de Chicualacuala, 28 no Distrito de Limpopo e 181 na Cidade de Xai-Xai.

Na Província de Manica chegaram aos 1.030 os casos activos com dois novos infectados no Distrito de Macossa e 61 na Cidade do Chimoio.

Pela Província da Zambézia foram diagnosticados um novo infectado no Distrito de Lugela, dois no Município de Mocuba, dois no Distrito de Mopeia, quatro no Distrito de Pebane, seis no Distrito de Molumbo, seis no Distrito de Derre, sete no Distrito de Morrumbala, oito no Distrito de Inhassunge, 12 no Município da Maganja da Costa e 44 na Cidade de Quelimane.

Outros surtos eclodiram com 35 novos infectados na Cidade de Lichinga, dez no Distrito de Ngauma, nove na Cidade de Nampula, seis na Cidade de Pemba, seis no Distrito do Lago, cinco na Cidade de Tete, cinco no Distrito de Mueda, quatro no Distrito de Angónia, quatro no Distrito de Marávia, três no Distrito de Macanga, dois no Distrito de Chimbonila, um no Distrito de Chifunde, um no Distrito de Chiúta e um no Distrito de Mecanhelas.

Share on whatsapp
WhatsApp
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on telegram
Telegram

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

error: Content is protected !!