Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

ADVERTISEMENT

Covid-19: “Província de Maputo já ultrapassou a sua capacidade de internamento”, Moçambique ultrapassa 100 mil casos positivos. Mais 20 moçambicanos morrem da pandemia

coronavirus1907-benigna

Moçambique ultrapassou esta segunda-feira(19) os 100 mil casos positivos da covid-19, a Directora Nacional de Saúde Pública alertou que a 3ª vaga está a ser marcada “por uma grande pressão sobre os internamentos”, são 481 os pacientes nos covidários pelo país mas “a Província de Maputo já ultrapassou a sua capacidade”. A pandemia respiratória causou a morte de mais 20 moçambicanos, um deles adolescente.

Subiu para 100.785 o cumulativo de casos positivos registados em Moçambique, desde Março de 2020, após mais 1.373 indivíduos terem testado positivo para o SARSA-CoV-2 nas últimas 24 horas, todos em resultado de transmissões locais e entre eles 1.349 são moçambicanos.

A Cidade de Maputo passou a ter 13.108 casos activos com a detecção de 21 novos infectados no Distrito Municipal de Kamaxaqueni, 51 no Distrito Municipal de Kamubukwana, 114 no Distrito Municipal de Kamavota, 238 Distrito Municipal de Kanlhamanculo e de 570 no Distrito Municipal de KamPfumo.

O @Verdade apurou que na Província de Maputo já são 3.480 os casos activos após a identificação de 10 novos infectados no Distrito de Marracuene, 29 no Município da Namaacha, 23 no Distrito de Matutuíne, 31 no Município de Boane, 55 no Distrito da Moamba e de 292 na Cidade da Matola.

O agravamento da pandemia na Área Metropolitana do Grande Maputo preocupa particularmente as autoridades da Saúde que alertam que a 3ª vaga está a ser marcada por “uma grande pressão sobre os internamentos hospitalares, a Cidade de Maputo é a que está a liderar tem 334 camas ocupadas (57 por cento), do total de 583 camas existentes, se olharmos para a tendência de cerca 50 internamentos novos diários podemos rapidamente chegar a uma situação de saturação das nossas unidades sanitárias para receber doentes com covid”.

“A Província de Maputo já ultrapassou a sua capacidade de internamento, tem 42 camas ocupadas quando só tem 40 camas para o internamento, significa que os doentes com covid da Província de Maputo muitos deles terão que vir para a Cidade de Maputo para terem internamento. A província de Sofala tem 35 por cento de camas ocupadas, 44 de 126 existentes e a Província de Tete tem 31 por cento de camas ocupadas, o que significa de 22 camas das 70 camas estão ocupadas”, chamou atenção a Directora Nacional de Saúde Pública, Dra. Maria Benigna Matsinhe.

Também preocupante começa a ser a pandemia na Província de Inhambane onde foram diagnosticados um novo infectado no Distrito de Jangamo, quatro no Município de Vilankulo, oito no Município da Massinga, nove no Distrito de Zavala, 16 no Distrito de Inhassoro, 20 no Distrito de Inharrime, 20 no Distrito de Govuro, 21 no Distrito de Panda, 42 na Cidade de Inhambane e 57 no Município da Maxixe.

Outros surtos eclodiram com 41 novos infectados na Cidade do Chimoio, 23 na Cidade de Xai-Xai, 21 na Cidade de Tete, 16 na Cidade de Nampula, onze na Cidade de Quelimane, dez na Cidade de Lichinga, cinco no Distrito de Pebane, quatro no Município da Maganja da Costa, quatro no Distrito de Mopeia, dois no Distrito de Derre, dois no Distrito de Namacurra, três na Cidade de Pemba, dois no Distrito de Marrupa, um no Município de Montepuez, um no Distrito do Lago, um no Distrito de Malema, um no Município de Mocuba, um no Distrito de Molumbo, um no Distrito de Lugela, um no Distrito de Murrupula e um no Município do Chókwè.

Ainda durante a conferência de imprensa desta segunda-feira(19) a Directora Nacional de Saúde Pública actualizou para 1.138 o cumulativo de vítimas mortais da pandemia na sequência da notificação de mais 20 óbitos em pacientes infectados pelo novo coronavírus, todos de nacionalidade moçambicana, 12 deles ocorridos na Cidade de Maputo, cinco na Província de Maputo, dois na Província de Sofala e um na Província de Gaza.

O @Verdade descortinou que as vítimas do sexo feminino tem 15, 36, 37, 40, 50, 51, 63, 66, 72, 80, 83 e 84 anos de idade enquanto as do sexo masculino têm 40, 43, 50, 59, 60, 62, 73 e 80 anos de idade. “Destes, um óbito foi declarado no dia 10/07/2021, um no dia 17/07/2021, doze no dia 18/07/2021 e seis no dia 19/07/2021”, detalhou a Dra. Maria Benigna Matsinhe.

Share on whatsapp
WhatsApp
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on telegram
Telegram

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

error: Content is protected !!