Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

ADVERTISEMENT

Covid-19: pico da 4ª vaga pode ter sido atingido em Moçambique. Pandemia mata mais onze moçambicanos, um deles bebé

coronavirus1001-analise

Embora Moçambique continue com um número recorde de casos activos da pandemia respiratória, impulsionada pela variante Ómicron, o pico da 4ª vaga da covid-19 já pode ter sido ultrapassado na Região Sul. Mais onze moçambicanos, entre eles um bebé, não resistiram ao novo coronavírus e pereceram.

Estão activos em Moçambique 37.999 casos da pandemia, nas últimas 24 horas o Ministério da Saúde(MISAU) identificou 592 novos infectados, todos em resultado de transmissões locais e entre eles 587 moçambicanos, que elevaram para 210.991 o cumulativo de casos registados desde Março de 2020.

Apesar deste elevado número de casos activos o pico da 4ª vaga pode já ter sido ultrapassado na penúltima semana epidemiológica quando foram registados um cumulativo de 20.747 novos infectados. Na semana epidemiológica passada o cumulativo foi de 17.667 novos infectados pelo SARS-CoV-2.

No entanto não páram de aumentar as vítimas mortais da pandemia, nas última 25 horas o MISAU notificou mais onze óbitos de pacientes, nove do sexo masculino e dois do sexo feminino, cujas idades variam entre os 02 e 86 anos.

“Sete óbitos ocorreram ontem, domingo, dia 09/01/2022 e quatro (04), no sábado, dia 08/01/2022. Oito óbitos registaram-se na Cidade de Maputo, um na Província de Maputo, um na Província de Sofala e um na Província da Zambézia. O País passou assim a ter um cumulativo de 2.096 óbitos causados pela COVID-19”, indica o Boletim Epidemiológico desta segunda-feira(10) que refere terem reduzido para 232 os doentes nos covidários embora tenham sido registados 38 novos internamentos.

WhatsApp
Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

error: Content is protected !!