Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Publicidade

Covid-19: mais oito moçambicanos morrem, aumentam doentes nos covidários. Moçambique atinge recorde de casos activos desde o início da pandemia

coronavirus1301-polana-canico-medicos-conferencia

Com mais centenas de novos infectados em todas as províncias Moçambique atingiu nesta quarta-feira(05) um inédito número de casos activos da pandemia respiratória: 36.733 doentes. O número de internados nos covidários voltou a ultrapassar as duas centenas e mais oito moçambicanos não resistiram a covid-19 e pereceram.

O Ministério da Saúde(MISAU) actualizou para 2.050 o cumulativo de vítimas mortais da pandemia no país após a notificação de mais oito óbitos de pacientes infectados pela covid-19. Cinco são de pacientes do sexo masculino e três do sexo feminino, cujas idades variam entre 35 e os 79 anos. Cinco óbitos ocorreram na Cidade de Maputo, um na Província de Maputo, um na Província de Gaza e um na província da Zambézia.

“Três óbitos ocorreram hoje, dia 05/01/2022; quatro ontem, dia 04/01/2022; e um (01) no dia 30/12/2021”, refere o Boletim Epidemiológico do MISAU que indica terem aumentado para 232 os doentes nos covidários na sequência do registo nas últimas 24 horas 65 novos internamentos.

Após a identificação de 3.594 novos infectados pelo SARS-CoV-2, todos em resultado de transmissões locais e entre eles 3.567 moçambicanos, o país atingiu o inédito número de 36.733 casos activos em todas as províncias, o anterior recorde foi de 32.210 casos activos a 31 de Julho de 2021.

Na Cidade de Maputo os casos activos subiram para 8.371 com identificação de 252 novos infectados no Distrito Municipal de Kanlhamanculo, 156 no Distrito Municipal de KamPfumo, 74 no Distrito Municipal de Kamubukwana, 62 no Distrito Municipal de Kamaxaqueni, 39 no Distrito Municipal de Kamavota e 13 no Distrito Municipal de Kanyaka.

Pela Província de Maputo estão activos 7.785 casos após a detecção de 370 na Cidade da Matola, 23 no Distrito de Marracuene, 22 no Município de Boane, 21 no Município da Manhiça, 19 no Distrito de Matutuíne e um no Distrito da Moamba.

Na Província de Gaza surtos eclodiram com 145 novos infectados no Município de Mandlakazi, 65 no Município do Chibuto, 36 no Distrito de Chongoene, 35 no Distrito de Limpopo, 26 na Cidade de Xai-Xai, 17 no Distrito de Chigubo, 15 no Município do Chókwè, 13 no Distrito de Chicualacuala, 12 no Distrito de Guijá, dez no Distrito de Massangena, nove no Distrito do Bilene e cinco no Distrito de Mapai.

Inhambane voltou a ser a 3ª província com o maior número da casos activos 3.509 no seguimento do diagnóstico de 65 novos infectados no Distrito de Homoíne, 65 no Município da Maxixe, 32 no Distrito de Funhaloro, 28 no Distrito de Inharrime, 23 no Município de Vilankulo, seis no Distrito de Zavala, quatro no Município da Massinga e um no Distrito de Guru.

Pela Província de Sofala novos surtos eclodiram com 294 novos infectados na Cidade da Beira, 52 no Distrito de Cheringoma, 25 no Distrito de Caia, 23 no Distrito de Machanga, 21 no Município do Dondo, 19 no Distrito de Maringue, 16 no Distrito de Chemba, 12 no Distrito de Nhamatanda, nove no Município de Gorongosa, sete no Distrito de Búzi e quatro no Município de Marromeu.

Na Província de Manica estão activos 3.170 casos após a identificação de 185 novos infectados na Cidade do Chimoio, 46 no Distrito de Guro, 36 no Distrito de Machaze, 27 no Município de Bárue, 21 no Distrito de Sussundenga, 14 no Distrito de Vanduzi e oito no Distrito de Mossurize.

Pela Província de Tete foram detectados 82 novos infectados no Distrito de Cahora-Bassa, 57 na Cidade de Tete, dez no Distrito de Zumbo, nove no Distrito de Mágoe, seis no Distrito de Macanga, três no Distrito de Tsangano e um no Distrito de Angónia.

Na Província da Zambézia ascenderam a 1.813 os casos activos após o diagnóstico de 158 novos infectado na Cidade de Quelimane, 25 no Distrito de Nicoadala, 21 no Distrito de Mopeia, 20 no Distrito de Lugela, 19 no Município de Mocuba, 19 no Distrito de Pebane, 18 no Distrito de Luabo, 16 no Município de Alto Molócue, 16 no Distrito de Mocubela, 12 no Município da Maganja da Costa, sete no Distrito de Namacurra, cinco no Município de Milange, cinco no Distrito de Inhassunge, um no Distrito de Molumbo e um no Distrito de Morrumbala.

Pela Província de Nampala eclodiram surtos com 132 novos infectados na Cidade de Nampula, 36 no Município de Malema, 33 no Distrito de Mecuburi, 21 no Distrito de Mongincual, 18 no Distrito de Murrupula, 16 no Município de Ribáue, 15 no Distrito de Memba, 12 no Município de Angoche, nove no Distrito de Liupo, seis no Município de Nacala-Porto, dois no Município da Ilha de Moçambique, um no Distrito de Mossuril, um no Município de Nacala-à-Velha e um no Distrito de Rapale.

Niassa é a província com o menor número de casos activos, 719, contudo foram identificados 61 novos infectados na Cidade de Lichinga, 16 no Distrito de Mecanhelas, nove no Distrito do Lago, cinco no Distrito de Sanga, cinco no Distrito de Nipepe, quatro no Município de Cuamba, três no Distrito de Maua e dois no Distrito de Muembe.

Na Província de Cabo Delgado novos surtos foram diagnosticados com 63 novos infectados na Cidade de Pemba, 43 no Município de Chiúre, 20 no Município de Montepuez, 14 no Distrito de Balama, 13 no Distrito de Namuno, onze no Distrito de Mueda e seis no Distrito de Mecufi.

Share on whatsapp
WhatsApp
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on telegram
Telegram

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

error: Content is protected !!