Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Publicidade

Covid-19: mais de oito centenas de novos infectados, maioria são jovens no Kampfumo, Tete, Beira, Angónia, Xai-Xai, Chimoio, Boane e Matola. Pandemia mata mais seis moçambicanos

coronavirus0107-dash-positividade

Desde o pico da 2ª vaga da pandemia em Moçambique que não eram diagnosticados tantos casos positivos em 24 horas: 801 indivíduos testaram positivo para a covid-19 esta quinta-feira(01). Cerca de metade dos novos infectados são jovens e residem no Distrito Municipal de Kampfumo, na Cidade de Tete, na Cidade da Beira, no Distrito de Angónia, na Cidade de Xai-Xai, na Cidade do Chimoio, no Município de Boane e na Cidade da Matola. Pelo 2º dia consecutivo o Ministério da Saúde anunciou que a pandemia matou mais seis moçambicanos.

No primeiro dia do mês de Julho Moçambique ultrapassou o cumulativo de 77.205 casos positivos registados, desde Março de 2020, com a detecçãoo nas últimas 24 horas de 801 indivíduos que testaram positivo para SARS-CoV-2, todos em resultado de transmissões locais, entre eles 758 moçambicanos, dos quais 524 têm idades entre os 14 e 44 anos.

Desde 18 de Fevereiro último, no pico da 2ª vaga da pandemia em Moçambique, que não eram identificados tantos infectados num único dia.

A Cidade de Maputo ultrapassou os 2 mil casos activos com a identificação de um novo infectado no Distrito Municipal de Katembe, 14 no Distrito Municipal de Kamaxaqueni, 23 no Distrito Municipal de Kamubukwana, 24 no Distrito Municipal de Kanlhamanculo, 38 no Distrito Municipal de Kamavota e 171 no Distrito Municipal de KamPfumo.

Segunda Província com o maior número de casos activos, Tete, diagnosticou um novo infectado Distrito de Macanga, dois no Distrito de Moatize, seis no Distrito de Marávia, 12 no Distrito de Chiúta, 50 no Distrito de Angónia e 121 na Cidade de Tete.

O @Verdade apurou que outros surtos eclodiram com 76 novos infectados na Cidade da Beira, 35 na Cidade do Xai-Xai, 31 na Cidade do Chimoio, 28 no Município de Boane, 27 na Cidade da Matola, dez no Município da Maxixe, oito no Distrito de Marracuene, sete no Distrito do Limpopo, cinco na Cidade de Nampula, quatro na Cidade de Quelimane, três no Município do Dondo, dois no Distrito de Zavala, dois no Distrito de Malema, um na Cidade de Lichinga, um no Distrito da Moamba e um no Distrito de Inhassoro.

O MISAU actualizou para 884 o cumulativo de vítimas mortais da pandemia respiratória no país com a notificação de mais seis óbitos em pacientes infectados pelo novo coronavírus, dois na Cidade de Maputo, dois na Província de Maputo, um na Província de Inhambane e um na Província de Manica.

De acordo com o Boletim Epidemiológico todos os óbitos tem nacionalidade moçambicana, quatro do sexo masculino(com 38, 58, 60 e 71 anos de idade) e dois do sexo feminino(com 51 e 60 anos de idade), “dois foram notificados no dia 29/06/2021, dois no dia 30/06/2021 e dois no dia 1/07/2021”.

Os pacientes nos covidários aumentaram para 199 com o registo de 37 novos internamentos e de 18 altas hospitalares.

Share on whatsapp
WhatsApp
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on telegram
Telegram

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

error: Content is protected !!