Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Publicidade

Covid-19: jovem e cinco idosos morrem de covid19 em Nampula, Gaza e Maputo; capacidade de internamento esgota na capital de Moçambique

coronavirus1401-maputo-cidade

Um jovem e cinco idosos morreram de covid19 na Cidade de Maputo e nas província de Nampula, Gaza e Maputo. Nesta quinta-feira (14) a capacidade de internamento nas unidades sanitárias Públicas da capital de Moçambique atingiu o limite num dia em que novas explosões de infectados foram registadas nas cidades de Maputo, Matola, Quelimane e Lichinga.

O Ministério da Saúde (MISAU) anunciou um novo recorde de óbitos em 24 horas: “Trata-se de cinco pacientes do sexo masculino, 35, 62, 70, 71 e 86 anos de idade e um paciente do sexo feminino, de 73 anos de idade. Todos são indivíduos de nacionalidade moçambicana e evoluíram para óbito após o agravamento do seu estado de saúde durante o período de internamento em unidades hospitalares das províncias de Nampula, Gaza, Maputo e na Cidade de Maputo. Destes, um óbito foi declarado no dia 08/01/2021, dois óbitos foram declarados no dia 12/01/2021 e três óbitos foram declarados no dia 13/01/2021”.

Este foi o 11º doente jovem, na faixa dos 30 aos 39 anos, a perecer pela pandemia enquanto o número de idosos falecidos ascendeu a 115 óbitos dos 211 registados em Moçambique desde o início da pandemia respiratória – entre eles 169 ocorreram na Cidade de Maputo, nove na Província de Nampula, sete na Província de Maputo e cinco na Província de Gaza.

O boletim epidemiológico do MISAU desta quinta-feira (14) indica que mais 543 indivíduos testaram positivo para o SARS-CoV-2, todos em resultado de transmissões locais, sendo 529 moçambicanos e um turco, que elevaram para 24.269 o cumulativo de casos positivos no país.

O @Verdade descortinou que 178 dos novos foram identificado no Distrito Municipal de KamPfumo, aumentando para 12.533 o total de casos positivos na Cidade de Maputo.

Na Província de Maputo o cumulativo de casos positivos cresceu para 3.808 com a detecção de 161 novos infectados na Cidade da Matola.

A Zambézia tornou-se na terceira província com maior número de casos positivos com o diagnóstico de 87 novos infectados na Cidade de Quelimane, que elevaram para 1.462 o total desde o início da pandemia.

Outro surto do novo coronavírus eclodiu na Província do Niassa com a detecção de 61 novos infectados na Cidade de Lichinga.

Centro de Isolamento da Polana Caniço atinge limite de internamentos

Foram ainda identificados 26 novos doentes na Cidade de Nampula, 13 na Cidade de Inhambane, sete na Cidade de Pemba, quatro na Cidade de Tete, quatro na Cidade do Chimoio, um na Cidade da Beira e outro na Cidade de Xai-Xai.

“Nas últimas 24h registamos um total de 27 novos internamentos hospitalares (3 na Província de Cabo Delgado, um na Província de Nampula, três na Província de Tete, três na Província de Manica e 17 na Cidade de Maputo) e onze altas hospitalares (duas na Província de Cabo Delgado, uma na Província de Nampula, uma na Província de Tete, duas na Província de Manica e cinco na Cidade de Maputo)”, refere o boletim epidemiológico do MISAU.

O @Verdade apurou que apesar das altas hospitalares na Cidade de Maputo o Centro de Isolamento da Polana Caniço atingiu nesta quarta-feira (14) o limite de internamentos com a ocupação de todas 120 camas. Já haviam esgotado a capacidade de internamento, no início desta semana, o Hospital Central de Maputo, o Instituto do Coração assim como o Hospital Privado de Maputo.

Share on whatsapp
WhatsApp
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on telegram
Telegram

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

error: Content is protected !!