Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

ADVERTISEMENT

Covid-19: dia trágico com novo recorde de óbitos em Moçambique. Explosão de infecções em Maputo, Inhambane e Niassa

coronavirus2207-dash-positividade

21 de Julho de 2021 é o dia mais trágico da covid-19 em Moçambique, 32 óbitos foram anunciados pelo Ministério da Saúde, um deles era uma adolescente. Ainda esta quarta-feira(21) foram registadas explosões de infecções pela Cidade e Província de Maputo e nas províncias de Inhambane e Niassa.

O cumulativo de vítimas mortais da pandemia em Moçambique ascendeu a 1.190 devido a notificação recorde de 32 óbitos em pacientes infectados pelo novo coronavírus, todos moçambicanos – 20 ocorridos da Cidade de Maputo, seis na Província de Maputo, três na Província de Inhambane, um na Província de Sofala, um na Província de Manica e um na Província de Tete.

O @Verdade apurou que as vítimas mortais do sexo feminino tem 10, 28, 35, 41, 56, 63, 63, 70, 70, 70, 71, 80, 82 e 89 anos de idade enquanto as do sexo masculino tem 27, 40, 45, 50, 58, 59, 64, 64, 68, 68, 74, 74, 75, 76, 82, 83 e 99 anos de idade.

“Destes, sete óbitos foram declarados no dia 19/07/2021, 21 no dia 20/07/2021 e quatro no dia 21/07/2021”, refere o Boletim Epidemiológico que indica que nas últimas 24 horas foram registados 82 novos internamentos e 53 altas hospitalares que reduziram para 494 os pacientes estão actualmente nos Centros de Internamento de covid-19 e em outras Unidades Hospitalares.

Entretanto subiu para 103.713 o cumulativo de casos positivos registados no país após mais 1.704 indivíduos terem testado positivo para o SARS-CoV-2, todos em resultado de transmissões locais e entre eles 1.677 moçambicanos.

Na Cidade de Maputo baixou ligeiramente para 13.605 o número de casos activos mas foram identificados milhares de novos infectados cinco no Distrito Municipal de KaNyaca, 43 no Distrito Municipal de Kamaxaqueni, 119 no Distrito Municipal de Kamubukwana, 206 no Distrito Municipal de Kanlhamanculo, 249 no Distrito Municipal de Kamavota e 489 no Distrito Municipal de KamPfumo.

Pela Província de Maputo chegaram aos 3.753 os casos activos após a detecção de seis novos infectados no Município de Boane, 37 no Distrito de Marracuene e 118 na Cidade da Matola.

Em Inhambane ascenderam a 1.096 os casos activos com o diagnóstico de um novo infectado no Distrito de Homoíne, cinco no Distrito de Jangamo, 12 no Distrito de Govuro, 13 no Distrito de Zavala, 14 no Distrito de Panda, 14 no Município de Vilankulo, 17 na Cidade de Inhambane e de 36 no Município da Maxixe.

Sem escolas encerradas registou-se uma explosão de infecções na Província do Niassa onde foram identificados três novos infectados no Distrito de Muembe, quatro no Distrito de Chimbonila, onze no Distrito de Ngauma, 16 no Distrito de Mecanhelas e 80 na Cidade de Lichinga.

Na Província de Tete voltaram a aumentar os casos activos para 1.736 após a detecção de dois novos infectados no Distrito de Mutarara, três no Distrito de Marara, três no Distrito de Changara, três no Distrito de Macanga, cinco no Distrito de Angónia, seis no Distrito de Chifunde, oito no Distrito de Chiúta, 18 no Distrito de Cahora-Bassa e 35 na Cidade de Tete.

Outro surtos eclodiram com 54 novos infectados na Cidade da Beira, 23 na Cidade de Quelimane, 13 na Cidade de Nampula, 14 no Distrito de Mocubela, três na Cidade de Pemba, três na Cidade do Chimoio, três no Município de Alto Molócue, dois na Cidade de Xai-Xai e um no Distrito de Mopeia.

Share on whatsapp
WhatsApp
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on telegram
Telegram

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

error: Content is protected !!