Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Publicidade

Covid-19: aumentam activos no Centro e Norte, Inhambane ultrapassa 4 mil casos. Pandemia mata quatro moçambicanos entre eles uma criança

coronavirus1301-dash-pos-sul

A positividade da 4ª vaga da pandemia respiratória continua estável em Moçambique contudo, nesta quinta-feira(13), aumentaram os casos activos pelo Centro e Norte do país e na Província de Inhambane ultrapassaram 4 mil os casos activos. Mais quatro moçambicanos, entre eles uma criança, não resistiram ao novo coronavírus e faleceram.

Reduziu ligeiramente de 30 para 29,03 por cento a taxa de positividade da pandemia que tem activos em Moçambique 36.838 casos na sequência da identificação de 1.752 novas infectados, todos em resultado de transmissões locais e entre eles 1.724 moçambicanos, que elevaram para 216.559 o cumulativo de casos registados desde Março de 2020.

A Província de Maputo continua a ser o epicentro com 8.494 casos activos, seguida pela Cidade de Maputo com 7.798 doentes porém na Província de Inhambane ascenderam a 4.017 os casos activos.

Também aumentaram os casos activos pela Província de Sofala, para 2.057, na Província de Manica para 3.426, na Província de Tete para 1.196, na Província da Zambézia para 2.286, na Província de Nampula para 2.422, na Província do Niassa para 1.764 e na Província de Cabo Delgado para 1.154 casos activos.

Entretanto baixaram para 204 os pacientes hospitalizados nos Centros de Internamento de covid-19 e em outras Unidades Hospitalares do País, mesmo com o registo de 23 novos internamentos.

O cumulativo de vítimas mortais da pandemia aumentou para 2.109 após a notificação de mais quatro óbitos, três do sexo feminino e um do sexo masculino, cujas idades variam entre os 8 e 76 anos.

“Dois óbitos ocorreram ontem, quarta-feira, dia 12/01/2022 e os outros dois , na terça-feira, dia 11/01/2022. Um óbito registou-se na Cidade de Maputo, um na Província de Maputo, um na Província de Inhambane e um na Província de Sofala”, indica o Boletim Epidemiológico do Ministério da Saúde desta quinta-feira(13).

Share on whatsapp
WhatsApp
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on telegram
Telegram

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

error: Content is protected !!