Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Coreia do Sul financia construção de Centrais Fotovoltaicas

Os governos de Moçambique e da Coreia do Sul assinaram dois acordos de crédito no valor de 60 milhões de dólares norte-americanos, destinados a financiar os projectos de Construção de Centrais Fotovoltaicas e do Sistema de Gestão de Informação de Emergência.

Os acordos foram rubricados, Quinta-feira, em Maputo, pelo Ministro moçambicano das Finanças, Manuel Chang, e o vice-presidente do Exim Bank da Coreia do Sul, Sang-Wan Byun, no quadro das relações de cooperação entre os dois países estabelecidas em 1993.

As relações estão viradas para as áreas de energia, tecnologias de informação, infra-estruturas como estradas, hospitais, escolas e saneamento, financiadas por via de donativos e créditos, onde a comparticipação do governo tem variado de nove a 15 por cento.

Deste montante, segundo Chang, 35 milhões de dólares destinam-se a construção de três centrais fotovoltaicas nos distritos de Muembe, Mecula e Mavago, província do Niassa, norte de Moçambique, que servirão para o fornecimento de energia e contribuir para o crescimento económico, melhorar a qualidade de vida e bem-estar social das populações abrangidas.

O projecto do Sistema de Gestão de Informação de Emergência, no valor de 25 milhões, visa desenvolver um sistema de comunicação integrado e capaz de proteger a vida e a saúde pública dos cidadãos.

“O desenvolvimento do sistema permitirá a utilização conjunta por parte da polícia e dos serviços públicos nacionais de salvamento, bem como dos serviços médicos de emergência”, disse o titular da pasta das financias.

Chang disse ainda que a disponibilização dos fundos concessionais, com um período de maturidade de 40 anos, incluindo 15 anos de graça a uma taxa de juro de 0,01 por cento, representa o reconhecimento do governo da Coreia do Sul aos esforços do Executivo moçambicano no desenho e operacionalização de projectos nas áreas de saúde, tecnologias de informação, energias renováveis e infra-estruturas.

A fonte recordou que em 2010 foram assinados três acordos de crédito, totalizando 114, 1 milhões para financiar projectos como a construção do Hospital de Quelimane (45 milhões de dólares), o Corredor de Nacala, a estrada Nampula- Cuamba (20 milhões) e a Electrificação Rural da província meridional de Gaza (49 milhões de dólares).

O vice-presidente do Exim Bank da Coreia do Sul, disse, por seu turno, esperar que as relações entre os dois países continuem a crescer.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!