Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Construção da Odebrecht permite suprir 50% da energia em Angola

A segunda unidade geradora de energia na hidroeléctrica de Laúca, em Angola, acaba de ser inaugurada, elevando a potência da maior obra de engenharia da Odebrecht, naquele país, para 664 MW, incluindo a primeira unidade geradora inaugurada em Agosto passado.

A hidroeléctrica de Laúca constitui o maior empreendimento em construção em Angola, com capacidade total de potência instalada de 2.070 MW. Com a entrada em acção da segunda turbina – de um total de seis – Laúca passa a suprir cerca de 50 por cento da demanda média de energia naquele país.

Com as seis turbinas em funcionamento, a energia produzida expandirá o sistema eléctrico já existente e abastecerá aproximadamente oito milhões de habitantes. Para Beatriz João, que trabalha como operadora no edifício de controlo, fazer parte deste projecto é a concretização do sonho de contribuir para o desenvolvimento do país.

“Eu transmito os meus conhecimentos aos jovens com muita responsabilidade, porque só desta forma é que posso contribuir para o desenvolvimento de Angola”, disse.

Em Março, equipas da Odebrecht fecharam o túnel de desvio do Rio Kwanza, processo que deu início ao enchimento da albufeira – grande reservatório de 188 km de extensão que hoje chega a 811 metros de profundidade.

Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!