Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Companhia Diagn’art apresenta Banlieue em Maputo

O Centro Cultural Universitário, em Maputo, acolhe no dia 2 de Novembro, um espectáculo de dança contemporânea denominado Banlieue – o mesmo que subúrbios.  Trata-se de uma coreografia do senegalês Alioune Diagne cuja apresentação tem início marcado para as 18.30 horas.

Banlieue oscila entre uma frivolidade engraçada e gravidade, numa sociedade em mutação. Treinados num movimento incessante, os três bailarinos evocam o desespero, a festa e a revoltada vida-sobrevivência. Este espectáculo, inventivo, generoso e vibrante foi inspirado pelos subúrbios senegaleses da infância do coreógrafo-dançarino Alioune Diagne. Ele criou esta primeira peça de grupo em 2012, acompanhado na produção, pelo famoso Ballet Preljocaj.

Durante os “Encontros Coreográficos – Danse l’Afrique danse 2012”, em Joanesburgo, o espetáculo foi um grande sucesso. “Banlieue” é apresentado no âmbito da Bienal Kinani e como parte duma digressão Institut Français, em 18 países africanos.

Outro dados

Duração: 45 min / Coreografia e conceito: Alioune Diagne / Intérpretes: Alioune Diagne, Madiba Badio, Seydou Camara / Textos e olhar exterior: Roland Fichet / Luz: Badou Sow & CCN Ballet Preljocaj – Pavillon Noir / Trajes e encenação: Alioune Diagne / Produção: Compagnie Diagn’Art – Maaike Cotterink / Co-produção: Institut Français de Saint-Louis (Senegal), CCN Ballet Preljocaj-Pavillon Noir / Parceiros: Institut Français du Sénégal, Théâtre de Folle Pensée / Agradecimentos: Ruth Roukema, Charles Najman, Sylvie Duchelle.

Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!