Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

COI quer modificar processo de candidatura a sede olímpica

O Comitê Olímpico Internacional (COI), que celebra sua 121ª sessão plenária em Copenhague, planeja modificar o sistema de candidatura a sede dos Jogos Olímpicos para receber projetos de melhor qualidade e reduzir os gastos das cidades aspirantes.

Os defensores da mudança, com o presidente Jacques Rogge à frente, querem encurtar ou até mesmo suprimir o período de indecisão durante o qual as ciudades não têm oficialmente a categoria de candidatas. “As cidades interessadas receberiam uma lista com uma série de requisitos antes de obter ou não o status de candidata”, explicou o presidente do COI.

“Os requisitos prévios informariam às potenciais candidatas das condições que deveriam cumprir. E isto provavelmente impediria que candidatas que não fossem bastante sólidas entrassem no projeto de qualquer jeito”, declarou Denis Oswald, membro da comissão executiva. Actualmente as cidades interessadas apresentam um primeiro projeto e um cheque de 150.000 dólares para ser “demandantes” e esperan mais de seis meses antes de ser proclamadas “candidatas”, depois de pagar outros 500.000 dólares.

No entanto, estas quantias parecem irrisórias se comparadas aos gastos de uma campanha olímpica. Tóquio, por exemplo, gastou entre 160 e 180 milhões de dólares para ser eliminada na segunda votação da sexta-feira passada, que atribuiu a sede dos Jogos de 2016 ao Rio de Janeiro. Em junho de 2008, o COI eliminou Praga, Doha e Dubai da disputa pelos Jogos, depois que as três cidades já haviam investido grandes somas em uma campanha de quase um ano de duração.

A reforma, que no momento não passa de uma proposta e precisa ser ratificada pela comissão executiva do COI, não será aplicada às candidatas aos Jogos de Inverno de 2018. A data limite de apresentação de candidaturas para este evento é 15 de outubro.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!