Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Coca-Cola Moçambique presenteia crianças no seu dia com agravamento de preços de seus produtos

Incrível que pareça, mas foi o que aconteceu. A de ontem, coincidindo com a celebração do Primeiro de Junho, Dia Internacional da Criança. Alguns comentaristas na Cidade da Beira não pouparam críticas a Coca-Cola, considerando ter se tratado de mau exemplo para uma companhia da sua dimensão presentear as crianças no seu dia com o agravamento do preço de seus produtos.

Até porque a Coca-Cola no mundo se apresenta uma das companhias grande amiga das crianças, por sinal os Maiores consumidores de seus produtos. Por ocasião da comemoração do Dia Internacional da Criança, a semelhança do que acontece em outras datas festivas, os produtos da Coca-Cola registam maior procura no mercado. Coincidir o agravamento do preço de seus produtos nessas ocasiões, comentaristas comparam isso a uma postura oportunista.

A Coca-Cola é uma das maiores multinacionais do mundo, por sinal uma das marcas mais prestigiadas de todo o planeta. Patrocina vários eventos e iniciativas incluindo em prol do desenvolvimento das crianças. Entretanto, O Autarca soube ontem, terça-feira, que a partir de 1 de Junho a caixa de refrigerantes a garrafa de 300 mililitros passa a custar 173 meticais a porta dos distribuídores, um agravamento de 13 meticais em relação ao preço anteriormente praticado que era de 160 meticais. Este é o segundo agravamento que a Coca-Cola em Moçambique promove este ano.

No início do ano a mesma caixa era vendida a 148.5 meticais, tendo no primeiro trimestre sofrido agravamento para 160 e agora para 173 meticais; um incremento global de 24.5 meticais, o equivalente a 75 cêntimos do dólar. A Coca-Cola em Moçambique produtora de refrigerantes das marcas Coca-Cola, Fanta, Sprite, Sparleta e Lemon Twist recomenda os revendedores a praticarem o preço de 8.5 meticais por garrafa de 300 mililitros. No entanto, se essa recomendação já não era acatada anteriormente, tendo em conta que a maioria dos revendedores vêem praticando preços que variam entre 10, 11, 12 e 15 meticais, com o novo agravamento os consumidores esperam maior especulação do preço de seus produtos no mercado.

Dados do Instituto Nacional de Estatísticas (INE) referentes ao índice geral de preços a cada mês, nas cidades de Maputo, Beira e Nampula, tem apresentado a divisão de alimentação e bebidas não alcoólicas, entretanto, como sendo a principal contribuinte no total da inflação que o País tem registado mensalmente. Por exemplo, no mês de Fevereiro deste ano, a Cidade da Beira registou relativamente ao mês anterior, um agravamento do nível geral de preços na ordem dos 3.89 por cento, com a divisão de alimentação e bebidas não alcoólicas, com um aumento de preços de 5.85 por cento, teve uma contribuição no total da inflação mensal de cerca de 3.68 pontos percentuais positivos.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!