Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Cobranças ilícitas para ingresso na Academia Militar acabam em prisão em Nampula

Dois indivíduos estão a contas com a República de Moçambique (PRM), acusados de prática de cobranças ilícitas para ingresso na Academia Militar Marechal Samora Machel, na província de Nampula.

Os visados respondem pelos nomes de Jorge Viegas, de 53 anos de idade, e Baptista Mucuelo, de 42 anos.

O primeiro é técnico de recursos humanos na Direcção Provincial de Educação e Desenvolvimento Humano em Nampula e o segundo é juiz eleito no Tribunal Judicial e Provincial na mesma parcela do país.

Eles foram alegadamente surpreendidos pela autoridades policiais defronte da Academia Militar Marechal Samora Machel a tentar aldrabar mais um cidadão.

Em sua posse, a PRM confiscou alguns documentos, tais como recibos, com o timbre do Ministério da Defesa Nacional. Os acusados contaram que compravam o material no mercado local.

Um dos implicados no caso disse que a sua detenção ocorreu quando estava na companhia de um cidadão que o solicitou para “negociar” o ingresso do seu filho naquela instituição de ensino superior.

Para o feito, o referido cidadão iria desembolsar 20 mil meticais com a garantia de que nada iria falhar porque dentro daquela Academia Militar existia alguém para cuidar do processo.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!