Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Cidadãos detidos por burla e homicídio em Maputo e Matola

Os cidadãos identificados pelos nomes de Samboco, de 31 anos de idade, Sarata, 34, e Domingos, 20, estão a contas com a Polícia indiciados de burla, porte de dinheiro não declarado e agressão física, neste último caso supostamente por causa de feitiçaria.

Samboco, de nacionalidade moçambicana, está detido porque emitiu um cheque sem cobertura no valor de 995 mil meticais, a favor de uma empresa.

A guineense Sarata, residente no bairro da Munhuana, em Maputo, está enclausurada porque pretendia embarcar num voo com destino à Etiópia, na posse de 220.445 dólares não declarados.

Segundo o Comando-Geral da Polícia da República de Moçambique (PRM), o moçambicano Domingos, cometeu um homicídio voluntário qualificado. Ele recorreu a uma catana com a qual agrediu mortalmente um ancião de nome Pinto, de 85 anos de idade, que em vida residia no bairro de Tchumene 2, na província de Maputo, alegadamente porque era feiticeiro.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!