Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Cidadão morto por desconhecidos em Tete, onde a Polícia deteve cinco pessoas por roubo

Um moçambicano cuja identidade não apurámos foi assassinado a tiros, por indivíduos desconhecidos e a monte, na semana passada, na região de Mussacama, no distrito de Moatizi, província de Tete, onde cinco pessoas encontram-se detidas por alegado roubo e agressão a um cidadão de nacionalidade chinesa.

Segundo apurámos, a vítima dedicava-se à troca de dinheiro estrangeiro por nacional e vice-versa. O malogrado foi atraído pelos malfeitores através de uma chamada telefónica. Os bandidos alegaram que pretendiam trocar uma grande quantia de dólares norte-americanos pela moeda moçambicana, mas para tal o finando devia ir ao seu encontro num local por eles previamente determinado.

Sem desconfiança, a vítima fez transportar na sua viatura. Chegado ao lugar indicado, quem estava à sua espera eram assaltantes, os quais atiraram contra ele à queima-roupa.

O cadáver foi abandonado no interior do carro, o que faz com que os outros cambistas suspeitem de que os malfeitores – que se apoderaram de todo o dinheiro – não deram tempo à vítima para descer do veículo.

Contactadas pelo @Verdade, as autoridades policiais em Tete disseram que não estão a par da ocorrência. Entretanto, os colegas de trabalho do malogrado acreditam que os autores do crime sejam pessoas que conheciam a vítima.

Em relação aos cinco indivíduos presos por roubo, a Polícia disse que o mesmo aconteceu num estabelecimento comercial e o grupo apoderou-se ainda de uma viatura pertencente a um cidadão de nacionalidade chinesa.

Lurdes Ferreira, do Departamento de Relações Públicas no Comando da Provincial da Polícia da República de Moçambique (PRM) em Tete, disse que a 27 de Junho, os acusados invadiram as instalações do cidadão, fizeram-no de refém, submeteram o dono da loja e o seu filho a torturas, ameaçaram os outros membros da família.

Para além destes actos, os presumíveis bandidos apoderaram-se de 430 mil meticais, 500 dólares, telemóveis e uma viatura com chapa de inscrição ADJ 432 MC. De acordo com a agente da Lei e Ordem, um dos integrantes da quadrilha foi detido na província de Sofala, na posse do carro roubado, o qual foi entregue ao legítimo dono.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!