Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Chuva desaloja mais de 10 mil pessoas em Moçambique

A chuva que cai em Moçambique, sobretudo nas regiões Centro e Norte, desde Outubro passado a Fevereiro deste ano, já destruiu na totalidade 1.034 casas, aruinou parcialmente outras milhares e deixou ao relento mais de 10.300 pessoas, segundo o Governo.

A informação foi avançada pelo vice-ministro dos Negócios Estrangeiros e Cooperação, Herinque Banze, no fim da quarta Sessão Ordinária do Conselho de Ministros, que decorreu nesta terça-feira (18).

Segundo o governante, a chuva também destruiu parcialmente mais de cinco mil casas e sete unidades sanitárias. Ainda no que se refere as infra-estruturas, 262 salas de aulas e 11 casas de culto ficaram afectadas.

Por outro lado, a situação provocou o surto de diarreias que neste momento rondam os dois mil casos detectados e que já causaram a morte de cinco cidadãos. Entretanto, o número de óbitos parace não ser real, pois em Nampula, onde já há surto de cólera (felizmente sem relatos de mortes), segundo a Direcção Provincial de Saúde, as dirreias agudas mataram 18 pessoas, desde início deste ano, e 12.535 indivíduos estão contaminados.

Herinque Banze, pdisse que as cinco pessoas referidas pelo Governo morreram em Nampula devido ao mesmo problema. Enquanto isso, as províncias de Nampula, Zambézia, Tete e Niassa são as mais afectadas. Para minimizar a situação a doença, o Governo tem apostado na monitoria da queda da chuva e divulgação da informação sobre a prevenção de doenças em alusão.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!