Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

China diz que 28 “terroristas” estrangeiros foram mortos após ataque a mina

Forças de segurança chinesas na região de Xinjiang mataram 28 “terroristas” de um grupo que realizou um ataque mortal em uma mina de carvão em Setembro sob a direção de “extremistas estrangeiros”, disse o governo da região nesta sexta-feira.

A notícia dada pelo jornal estatal Xinjiang foi a primeira menção oficial do ataque de 18 de Setembro na mina de carvão Sogan, em Aksu, no qual 16 pessoas, incluindo cinco polícias, foram mortos, e outras 18 ficaram feridas.

A Radio Free Asia, que relatou primeiro o incidente há cerca de dois meses, disse que pelo menos 50 pessoas haviam morrido.

Os agressores fugiram para as montanhas e as autoridades organizaram uma caça com mais de 10.000 pessoas a participarem todos os dias, formando um “arrastão inevitável”, disse o Xinjiang Daily. “Depois de 56 dias de luta contínua, Xinjiang destruiu um grupo terrorista violento directamente sob o comando de um grupo extremista estrangeiro.

Além de uma pessoa que se rendeu, 28 bandidos foram completamente aniquilados”, disse o jornal.

O governo da China diz que enfrenta uma grave ameaça de militantes islâmicos e separatistas em Xinjiang, na fronteira da Ásia central, onde centenas de pessoas morreram devido a violência nos últimos anos.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!