Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Chefe autoproclamado da milícia antibalaka na RCA detido no Congo

Patrice Edouard Ngaissona, coordenador político autoproclamado das milícias de autodefesa antibalaka, hostis aos muçulmanos na República Centroafricana (RCA), foi detido com dois companheiros seus na região de Likouala, no norte do Congo, noticiou quinta-feira a imprensa local.

De acordo com o diário pró-governamental “Les Dépeches de Brazzaville”, que cita um comunicado da Missão Internacional de Apoio à República Centroafricana (MISCA), Ngaissona foi transferido depois para Brazzaville pelas autoridades congolesas.

A MISCA congratulou-se com a detenção deste antigo deputado à Assembleia Nacional centroafricana que presidia à Federação Nacional de Futebol antes de ser nomeado ministro da Juventude sob o regime do então Presidente, François Bozizé (derrubado em janeiro de 2012 e exilado desde então em França), precisa o jornal. A MISCA agradeceu igualmente ao Congo o seu apoio e a sua “contribuição inestimável para a promoção da paz, da segurança e da estabilidade na RCA”.

Ngaissona reafirmou continuamente o seu papel de “coordenador político” do grupo cujos elementos continuam a aterrorizar populações, cometendo numerosos atos criminosos, constituindo assim uma grave ameaça à paz e à coabitação pacífica entre comunidades. Esta situação levou o chefe da MISCA a fazer consultas estreitas com os países da região para facilitar uma ação coordenada na luta contra este grupo.

A 15 de fevereiro corrente, unidades da MISCA, com o apoio da Missão Sangaris, lançaram uma operação de desarmamento no bairro de Boy Rabe, nos arredores da capital, Bangui, para neutralizar elementos do grupo armado ilegal antibalaka.

Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!