Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Cerveja adulterada mata 7 pessoas no Quénia

Pelo menos sete pessoas morreram, domingo, depois do consumo de cerveja adulterada em Eldoret, no oeste do Quénia, segundo fontes policiais e médicas. O trágico incidente ocorreu três dias depois de 13 outras pessoas morrerem por consumirem cerveja adulterada no bairro vizinho de Kapsabet. Entre as vítimas do último incidente, figuram dois estudantes da Universidade Moi e um aluno de um liceu.

Segundo as fontes políciais e médicas, várias outras pessoas foram admitidas no Hospital Universitário e de Referência Moi. A maioria das pessoas mortas foi transportada para o hospital desde os bairros de Huruma, Langas e Maili Nne depois do consumo de cerveja que teria sido misturada com uma forte concentração de metanol.

Segundo as fontes hospitalares, duas pessoas transportadas para o hospital estão num estado crítico e “tentamos salvá-las”. “A maioria delas bebeu a cerveja sábado à noite e outras consumiram de manhã”, explicou um alto responsável da Polícia, indicando que se trata principalmente de camponeses do condado de Uasin Gishu.

As autoridades ordenaram o encerramento de todos os bares que vendem vinho e bebidas espirituosas no condado de Nandi, enquanto o inquérito prossegue para elucidar este caso.

Estas mortes ocorridas nos condados de Nandi e de Uasin seguem-se a outros relatados em cinco outros condados do centro e do leste do país, onde no total 80 pessoas morreram depois do consumo de cervejas tóxicas no início do ano.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Related Posts

error: Content is protected !!