Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Central Eléctrica incendeia-se e deixa citadinos sem energia eléctrica em Nampula

Vários bairros tais como Carrupeia, Namicopo, Namutequeliua, Muhala, Muahivire, Bairro Central, Mutomote e Nampaco, na cidade de Nampula, ficaram privados de energia eléctrica, desde domingo (20), devido a um incêndio na Central Eléctrica, resultante de um presumível curto-circuito.

O equipamento incendiado localiza-se na zona de Mutauanha e as chamas registaram-se por volta das 19h00, instantes depois do restabelecimento da corrente eléctrica cujo fornecimento tinha sido interrompido para serviços de manutenção, um processo que durou mais de 14horas.

O apagão fez com que os citadinos de Nampula se lembrem da última crise de energia, que durou mais de 45 dias naquela urbe, no princípio deste ano.

Não se sabe ao certo quando é que a avaria será resolvida. Porém, no local são visíveis os danos avultados. Um técnico afecto à Central Eléctrica, cujo nome pediu para ser omitido por não ter autorização para falar à Imprensa, disse, em declarações ao @Verdade, que parte do material inutilizado pelo fogo foi importado, facto que faz com que o funcionário da Electricidade de Moçambique (EDM) acredite que o restabelecimento da corrente eléctrica nos bairros afectados leve, pelo menos, mais de uma semana.

Alguns cidadãos contactados pela nossa Reportagem mostraram-se agastados com a situação, tendo lamentado o facto de a EDM estar a demonstrar, nos últimos dias, uma certa fragilidade na provisão dos serviços a que está vocacionada, sobretudo os cortes frequentes que têm resultado na perda de bens sem a devida reposição por parte da empresa pública.

Isac Victor, de 28 anos de idade e residente no bairro de Muahivire, disse que tal corte de energia até estáa segunda-feira (21) ter-lhe-ia causado enormes prejuízos, uma vez que é vendedor de peixe fresco. Ele revelou que perdeu cerca de 15 quilogramas de peixe, pois apodreceu em menos de 48 horas.

Ancha Salimo, de 36 anos de idade, moradora do bairro de Carrupeia, disse que se a energia eléctrica não for restabelecida num período de cinco dias vai somar prejuízos no seu negócio, uma vez que as bebidas alcoólicas e a carne que vende devem ser mantidas em meios frios.

A nossa entrevistada contou que no último sábado (19) comprou mais de 100 quilogramas de carne, por isso teme que o produto se deteriore.

O @Verdade deslocou-se até às instalações da EDM em Nampula para perceber o que originou o incêndio na Central Eléctrica em questão, mas ninguém manifestou interesse em prestar esclarecimentos. O director da firma estava a trabalhar fora do seu gabinete e ninguém das pessoas que estavam na firma tinha autorização para se pronunciar em torno do caso.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!