Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Carros matam 14 pessoas em uma semana e outras 82 detidas por alegado suborno à PRM

Catorze indivíduos morreram e outros 51 contraíram ferimentos graves e ligeiros em consequência de 24 acidentes de viação ocorridos entre 04 e 10 de Novembro corrente, nas estradas moçambicanas.

Em igual período do ano passado, houve registo de 14 óbitos e 54 feridos, 20 dos quais com gravidade, devido a 27 sinistros rodoviários. Inácio Dina, porta-voz do Comando-Geral da Polícia da República de Moçambique (PRM), disse a jornalistas que, dos 24 acidentes ocorridos no período em análise, pelo menos 13 foram do tipo atropelamento carro/peão e sete despistes e capotamento.

O excesso de velocidade, a condução em estado de embriaguez, o corte de prioridade, as deficiências mecânicas de alguns carros e a condução em contramão estiveram na origem do mal a que nos referimos.

Segundo o agente da Lei e Ordem, 82 automobilistas foram detidos por alegada tentativa de suborno aos polícias de Protecção e Trânsito, após serem interpelados por prática de transgressões que atentam contra o Código da Estrada.

Os visados desembolsaram montantes de variam de 50 a 2.500 meticais na cidade e província de Maputo, Inhambane, Niassa, Cabo Delgado, Nampula, Zambézia, Tete e Sofala.

Inácio Dina disse que os condutores que enveredam por tais atitudes descritas como corrupção devem se “retratar e desistir” disso por que “nós continuaremos implacáveis para combater qualquer tipo de acto, independentemente do local onde ocorra”.

Numa outra operação, 13 indivíduos foram privados de liberdade, acusados de condução ilegal.

Quanto fiscalização rodoviária, a Polícia de Trânsito (PT) abrangeu 41.918 viaturas, tendo aplicado 4.581 multas e apreendido 314 cartas por diversas irregularidades, disse Dina, que falou igualmente da recuperação de oito armas de fogo, duas das quais do tipo pistola e oito munições.

Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!