Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Capital sueca regista piores distúrbios em vários anos

Centenas de jovens incendiaram carros e atacaram policiais e serviços de resgate em subúrbios pobres de Estocolmo habitados por imigrantes, durante três noites de distúrbios na capital sueca, nos mais graves incidentes do tipo no país em vários anos.

Na noite da Terça-feira, uma delegacia no bairro de Jakobsberg (noroeste da cidade) foi atacada, duas escolas foram depredadas, e um centro de artes e artesanato foi incendiado, apesar dos apelos de calma feitos pelo primeiro-ministro Fredrik Reinfeldt.

Os distúrbios numa das mais ricas capitais europeias chocaram um país que orgulha-se da sua reputação de justiça social, e alimentaram um debate sobre como os suecos estão a lidar com o desemprego juvenil e com o afluxo imigratório.

“Tivemos cerca de 30 carros incendiados na última noite, incêndios que relacionamos a quadrilhas juvenis e criminosos”, disse, Quarta-feira, Kjell Lindgren, porta-voz da polícia local.

Ele disse que oito pessoas foram detidas na noite da Terça-feira, mas que não há relatos de vítimas. Os distúrbios parecem ter sido desencadeados pela morte, cometida por policiais, de um homem de 69 anos que brandia uma catana, este mês, no subúrbio de Husby.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!