Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Cantor Prince morre aos 57 anos (1958 – 2016)

Prince, a superestrela inovadora da música norte-americana, cujos sucessos incluem “Purple Rain” e “When Doves Cry” e cujas composições e performances excêntricas no palco electrificaram fãs ao redor do mundo, morreu nesta quinta-feira em Minnesota, disse a sua assessora. Ele tinha 57 anos.

“É com profunda tristeza que eu confirmo que legendário e icónico artista Prince Rogers Nelson, morreu”, disse a assessora Anna Meacham.

Prince foi encontrado morto na sua casa nos Estúdios Paisley Park em Chanhassen, nos arredores de Minneapolis, disse o gabinete do xerife do condado de Carver via Twitter. O gabinete afirmou também que estava “investigando as circunstâncias da morte”.

O legista local não quis comentar sobre a causa da morte de Prince, que foi primeiro relatada pelo site de celebridades TMZ.

Fãs em choque juntaram-se aos jornalistas nos portão dos Estúdios Paisley Park para lamentar a morte do cantor e músico premiado, cujo o instigante género musical combinava jazz, funk e disco e influenciou outros músicos. Os seus sucessos também incluem “Raspberry Beret”, “Little Red Corvette” e “Kiss”.

Prince, que estava em digressão pelos Estados Unidos da América na semana passada, foi brevemente hospitalizado com uma gripe depois que o seu avião fez um pouso de emergência em Moline, Illinois, na semana passada, relatou o site TMZ. Um representante disse ao site que Prince havia se apresentado em Atlanta mesmo não se sentindo bem e havia piorado depois de embarcar no avião para o voo de volta para Minnesota.

Prince tornou-se famoso no fim dos anos 1970 e pelas três décadas seguintes ficou conhecido como uma das mais inventivas e excêntricas forças do pop norte-americano.

O cantor era considerado como um proteccionista que, de 1993 a 2000, mudou o seu nome para um símbolo impronunciável, no que foi visto como protesto contra a sua gravadora naquele momento. Por um período, ele era chamado como “O Artista Antes Conhecido como Prince”.

Pessoa reservada

Uma pessoa muito reservada, Prince vendeu mais de cem milhões de discos durante a sua carreira, ganhou sete prémios Grammy e entrou no Hall da Fama do Rock and Roll em 2004.

O seu último disco, “HITnRUN: Phase Two”, foi lançado em dezembro de 2015. Prince se tornou Testemunha de Jeová há 15 anos e era um vegano estrito. Em 2009, falou numa entrevista à rede de TV PBS sobre o fato de ter nascido epilético e ter sofrido convulsões quando criança.

Prince ganhou o Oscar pela canção original de “Purple Rain”, o filme de 1984 cuja música teve como base o disco dele de mesmo nome. Ele também estrelou o filme. Em 2007, ele tocou no Super Bowl numa das apresentações mais celebradas do evento.

Actuações explosivas

Nascido em Minneapolis como Prince Rogers Nelson em 7 de Junho de 1958, ele, diz-se, escreveu a sua primeira canção aos 7 anos. Além de cantar e compor, ele tocava vários instrumentos, incluindo guitarra, teclados e bateria.

A sua música é caracterizada por letras de conotação sexual e apresentações ao vivo explosivas, enquanto que a sua vida privada foi marcada por uma série de romances, o ligando a mulheres como Madonna e as atrizes Kim Bassinger e Carmen Electra.

Prince casou-se duas vezes: com a sua cantora de apoio Mayte Garcia, em 1996, e depois com Manuela Testolini, em 2001. Os dois casamentos terminaram em divórcio, e o filho dele com Mayte morreu uma semana depois de nascer em outubro de 1996.

Share on whatsapp
WhatsApp
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on telegram
Telegram

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

error: Content is protected !!