Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Cancelado concurso do terminal de carvão da Beira

A empresa Portos e Caminhos de Ferro de Moçambique (CFM) anunciou, segunda-feira, o cancelamento do concurso de contratação de serviços de consultoria documental para o projecto de construção de um novo terminal de carvão no Porto da Beira, na província central de Sofala.

Embora não tenham sido avançados detalhes sobre a decisão, sabe-se que a empresa está a equacionar vários cenários com vista a garantir que o projecto ocorra dentro dos prazos previstos e com a qualidade que este tipo de empreendimento exige.

“Estamos à procura de soluções rápidas e eficazes que não comprometam a efectivação deste projecto que vai permitir a edificação de um novo terminal de carvão com capacidade para manusear 12 a 20 milhões de toneladas por ano”, disse fonte dos CFM, citada pelo jornal “Noticias” que, entretanto, escusou-se a entrar em detalhes.

Lançado, há menos de uma semana, o concurso público internacional tinha em vista seleccionar uma firma capaz de preparar a documentação do projecto para ser submetido a potenciais entidades com disponibilidade para financiar o empreendimento.

A ideia, segundo os mentores da iniciativa, era de contratar serviços de consultoria para assessorar os CFM nas negociações com vista à obtenção de financiamentos para o projecto, assim como preparar toda a documentação inerente de modo que o mesmo seja internacionalmente aceite.

A construção de um novo terminal de carvão no Porto da Beira é uma das soluções encontradas para viabilizar o manuseamento do mineral produzido nos campos de Moatize, na província central de Tete, onde se encontram instaladas várias companhias mineiras de diversos países.

Calcula-se que nos próximos cinco anos a bacia carbonífera de Moatize venha a produzir anualmente mais de 100 milhões de toneladas de carvão de alta qualidade, números que vão colocar Moçambique como um dos maiores produtores e exportadores mundiais de carvão.

A construção de um novo terminal de carvão no Porto da Beira tem em vista dar resposta às necessidades de escoamento do carvão mineral que está a ser extraído na província de Tete, cujas operações de exportação deverão iniciar ainda este ano.

Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!