Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

CAN 2013: em jogo dramático Moçambique elimina Tanzania

CAN 2013: em jogo dramático Moçambique elimina Tanzania

Após 92 minutos de sofrimento, a vencer pela margem mínima no estádio Nacional do Zimpeto, em Maputo, a selecção nacional de futebol de Moçambique sofreu o empate contra a Tanzania e acabou por garantir a vitória na eliminatória, de apuramento para o Campeonato Africano das Nações (CAN) de 2013, na dramática marcação de grandes penalidades, este domingo (17).

Jerry inaugurou o placar à passagem do minuto 9 do jogo, após um bom cruzamento de Zainadine Júnior e daí em diante a nossa selecção não conseguiu acertar a pontaria para fazer o golo da tranquilidade. Já nos descontos finais a Tanzania empatou o jogo e a eliminatória em 2 a 2, na primeira mão o resultado havia sido um empate 1 a 1. Para decisão do vencedor da eliminatória foram marcados pontapés da marca de grande penalidade.

Jerry de bestial a besta

Dizer que os “Mambas” entraram ao jogo destemidos e com manifesto objectivo de ganhar, é a mais pura verdade. Aliás, podemos omitir as duas oportunidades claras de golo nos primeiros minutos de jogo e afirmar que entrou mesmo a ganhar com o golo conseguido à passagem do décimo minuto por intermédio de Jerry.

O ponta de lança que há muito divorciou-se do seu público, voltou a encenar o seu Canguru australiano no seu (habitual) festejo. Contudo, quem viu o público aos gritos de vénias ao Jerry pelo golo marcado achando que eram as pazes no Zimpeto, estava absolutamente enganado ou seja, tudo não passava de uma miragem.

O mesmo público, já na segunda parte voltou a assobiar e a exigir a cabeça do jovem avançado tendo o seleccionador nacional – uma vez mais – cedido a esses apelos tirando Jerry. Moçambique continuou a pisar no acelerador à procura do segundo golo, o do conforto. Dominguês mostrou-se novamente um verdadeiro maestro e hoje, sem Simão, conseguiu articular com os seus companheiros – Neste aspecto provou-se que Gert Engels aprendeu com os erros do passado.

O revés do jogo surgiu quando o cronómetro corria na casa da meia hora e entendeu-se: Moçambique pressionou e sempre jogou ao ataque. Conseguido o golo precisava abrandar na falta do segundo. A inteligência – digamos a “nossa” porque esta selecção também representa a cada um dos moçambicanos – na abordagem defensiva defensiva falou mais alto com Mexer a ser o grande Comandante-em-Chefe. Tanzânia pressionou mas debalde. Os “Mambas” fechavam-se obrigando ao adversário a recuar e a recriar o seu jogo ofensivo. E o pano caiu sobre a primeira parte.

Veio a segunda. Moçambique entrou a pressionar mas não com o mesmo “gás” da primeira. O intervalo pareceu não ter sido suficiente para Telinho e companhia descansar.

Equilibrou-se o jogo com o combinado nacional a proteger a zona recuada, tudo para não sofrer e assim foi: Futebol bonito, bem dividido e com as estrelas principais das duas equipas a deixarem o seu talento em campo. O “senão” surgiu no tempo de compensação. Todo mundo estava pronto para festejar quando um tanzaniano resolveu abrir a geleira, tirar o balde com água gelada e jogar contra os cerca de 16 mil moçambicanos presentes no estádio – e mais os onze dorminhocos por uma questão de particularidade. Foi um momento inacreditável tanto o público não quis saber de mais nada e começou a abandonar o campo. Tanzânia havia empatado o jogo e, por tabela, a eliminatória obrigando que ela fosse resolvida através da marcação de pontapés da marca de grandes penalidades cuja sorte pendeu para os da casa 8-7 foi o resultado deste jogo 9-8 na soma das duas eliminatórias.

Outros apurados para CAN 2013

Em todo continente disputaram-se, desde a passada sexta-feira, a segunda mão do apuramento para o CAN de 2013 e ainda um jogo em atraso entre o Egito e a República Centro Africana. Confira os resultados e apurados (destacados a negrito) nos jogos já realizados:

Argélia 4-1 Gâmbia (2 – 1)

Malawi 2-0 Chade (2 – 3)

Uganda 4-0 Congo (1 – 3)

Camarões 1-0 Guiné-Bissau (1 – 0)

Serra Leoa 4-2 São Tomé e Príncipe (1 – 2)

Namíbia 0-0 Libéria (0-1)

Cabo Verde 3-1 Madagáscar (4 – 0)

Nigéria 2-0 Ruanda (0-0)

Zimbabwe 1-0 Burundi (1 – 2)

República Democrática do Congo 3-0 Seycheles (4 – 0)

Benin 1-1  Etiópia (0 – 0)

Togo 1-0 Quénia (1 – 2)

Nigéria 2-0 Ruanda (0 – 0)

Egipto 2-3 República Centro-Africana (Primeira mão)

30/06 – República Centro-Africana- Egito (Segunda mão)

As 13 selecções apuradas nesta segunda eliminatória – mais uma que se vai apurar no jogo entre Egito e República Centro-Africana – vão juntar-se às 16 selecções que participaram no CAN 2012 e disputar uma eliminatória final, em duas mãos previstas para Setembro e Outubro deste ano, de onde serão apurados os 15 finalistas que vão disputar o CAN de 2013 na África do Sul.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!