Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Brussels Airlines mantém voos para países da África Ocidental afectados pelo ébola

A transportadora aérea belga Brussels Airlines mantém os seus voos com destino aos países abalados pela epidemia do ébola na África Ocidental, indica um comunicado da companhia distribuído pouco depois de a sua congénere francesa, Air France, suspender os seus voos para a Libéria, a Serra Leoa e a Guiné Conakry.

Assim, a Brussels Airlines e a marroquina Royal Air Maroc são as duas companhias que ainda ligam os países afectados pelo ébola e que arriscam-se a ficar cortados do resto do mundo, em detrimento dos passageiros e sobretudo das organizações humanitárias que devem encaminhar pessoal médico e socorros para estes países.

Os os peritos da ONG Médicos Sem Fronteiras (MSF) deslocaram-se, quinta-feira passada, a Zaventem, na Bélgica, para informar os sindicatos do pessoal navegante da Brussels Airlines que os riscos de contaminação são muito fracos para os pilotos e assistentes de bordo.

Eles fizeram uma demonstração com as combinações de protecção, explicando todas as precauções de segurança tomadas. Um avião ficará em stand-by em Dakar para evacuar, em menos de três horas, o pessoal navegante no caso de avaria num país afectado pelo Ébola, tranquilizou a direcção da Brussels Airlines.

Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!