Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Bombeiros resgatam duas crianças soterradas após terremoto no sul da Itália

Os bombeiros resgataram duas crianças que ficaram soterradas por mais de 14 horas após o terremoto de 4 graus de magnitude na escala Richter que sacudiu a ilha italiana de Ischia na noite desta segunda-feira.

Os irmãos Mattia, de sete anos, e Ciro, de 11 anos, foram resgatados na manhã desta terça-feira. Durante a madrugada, os bombeiros tinham salvado outro irmão, Pasquale, de sete meses.

Os três foram levados imediatamente ao hospital da ilha e, segundo os médicos, estão em boas condições de saúde. Apesar de ter sido localizado ao lado do irmão, Ciro foi resgatado mais de duas horas depois de Mattia devido à grande quantidade de escombros em que estava preso.

Toda a família, os pais e seus três filhos, ficou soterrada após desabar o edifício de dois apartamentos em que moravam no município de Casamicciola, no norte da ilha, o único que sofreu danos.

A primeira a ser resgatada foi a mãe, que estava no banheiro, e em seguida o pai, que disse estar na cozinha na hora do terremoto.

Durante a madrugada, os bombeiros também salvaram Pasquale, de sete meses, que foi levado ao hospital com a mãe, grávida de cinco meses do quarto filho, enquanto o pai esteve presente durante o trabalho de resgate dos outros dois meninos.

“Milagre”, escreveu no Twitter o Corpo de Bombeiros da Itália junto à foto do bebé retirado dos escombros.

Durante toda a operação, a equipe de resgate manteve contacto para acalmar os meninos, que tinham se escondido de baixo da cama durante o terremoto.

O tremor causou dois mortos: uma idosa que foi atingida por destroços que caíram da igreja em Casamicciola e uma mulher que foi localizada sob os escombros de sua casa. Outras 39 pessoas ficaram feridas, entre elas um homem de 44 anos que foi levado ao hospital Cardarelli de Nápoles em estado grave.

Tanto os moradores como os turistas passaram a noite ao relento e muitos dos visitantes começaram a deixar a ilha aproveitando a saída dos primeiros barcos.

O chefe da Defesa Civil da Itália, Angelo Borrelli, que foi até Ischia após o terremoto, explicou que há cerca de 2.600 desabrigados nas localidades de Casamicciola e Lacco Ameno.

Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!