Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Benfica campeão português de futebol

Benfica campeão português de futebol

O Benfica é o novo campeão português de futebol, depois de ter vencido, por 2-1, o Rio Ave na derradeira jornada da Liga Sagres. Para a festa encarnada ser completa, Óscar Cardozo marcou os dois golos do triunfo e sagrou-se o melhor marcador da temporada, ultrapassando o portista Falcao. Depois de uma época tremenda, em que deu uma enorme luta às Águias, o Braga acabou o campeonato com um empate (1-1) no terreno do Nacional da Madeira, resultado que, porém, não tira brilho à histórica campanha dos minhotos.

A festa encarnada estava à distância de um “simples” empate e o entusiasmo dos adeptos invadiu as bancadas do Estádio da Luz, totalmente lotadas com 65 mil pessoas ansiosas por ver o Benfica a conquistar um título que fugia desde 2004/05.

A teoria dava total favoritismo à equipa de Jorge Jesus, que só perderia o ceptro português se fosse derrotada pelo Rio Ave e se o Braga vencesse no terreno do Nacional da Madeira. No entanto, e apesar do enorme optimismo que reinava, nada melhor do que resolver o problema o mais depressa possível para evitar surpresas e foi isso mesmo que o Benfica procurou, lançando a festa dos adeptos logo ao terceiro minuto de jogo.

Depois de um lance confuso dentro da área do Rio Ave, Carlos ainda defendeu um primeiro remate de Saviola, mas Cardozo estava no sítio certo para aproveitar a recarga e fazer o 1-0. As Águias estava lançadas e ficaram com a tarefa um pouco mais facilitada aos 11 minutos, altura em que o médio do Rio Ave Wires foi expulso por uma entrada mais dura sobre o brasileiro Ramires. Em inferioridade numérica, a equipa de Vila do Conde não atirou a toalha ao chão, bem pelo contrário.

Apesar de o Benfica ter tido sempre as melhores oportunidades de golo, os visitantes ainda conseguiram assustar o Estádio da Luz até ao intervalo. Saviola esteve em particular destaque na primeira parte, mas o avançado argentino não mostrou a eficácia habitual, perdendo três excelentes oportunidades para ampliar a vantagem, sendo imitado, aos 35 minutos, pelo compatriota Pablo Aimar. Bem isolado por Carlos Martins, Aimar ainda fintou Carlos, mas o guarda-redes não se deixou cair e ainda conseguiu travar o remate do médio. Mesmo em cima do descanso, os adeptos benfiquistas ainda levaram as mãos à cabeça, quando um remate de Bruno Gama ficou a escassos centímetros de resultar no empate.

Grande suspiro de alívio para os encarnados e a equipa numa excelente posição para garantir o título, já que, por essa altura, o Braga empatava a zero na Madeira. Golos na Madeira A segunda parte começou com festa no Estádio da Luz, mas graças ao golo do Nacional frente ao Braga, marcado por Edgar Costa, que deixava as Águias ainda mais perto do título, mas, aos 55 minutos, os Arsenalistas voltaram a acreditar, com Rentería a empatar o jogo.

A emoção ligava os dois estádios, separados pelo Oceano Atlântico e, à entrada dos últimos 20 minutos, e depois de Airton ter atirado à barra pelo Benfica, o Rio Ave chegou ao empate, com Ricardo Chaves a concluir de cabeça um livre na esquerda. Os adeptos encarnados ainda tremeram, mas o minuto 78 foi perfeitamente decisivo: enquanto na Madeira o Braga atirava uma bola ao poste, na Luz o Benfica chegava ao segundo golo e de novo por intermédio de Cardozo.

Após um pontapé de canto, Airton cabeceou para um corte de Gaspar, com a bola a sobrar para a recarga vitoriosa do paraguaio. Melhor marcador Com os dois tentos apontados ao Rio Ave, Cardozo voltou a ultrapassar o portista Falcao e sagrou-se o melhor marcador do campeonato português, com 26 golos marcados em 29 partidas, num grande desempenho do paraguaio que, em ano de Copa do Mundo da FIFA, promete dar nas vistas na África do Sul.

Foi mais um motivo de festa para os adeptos benfiquistas, que não voltaram a sentir o título em perigo e puderam soltar uma festa que já não era pintada a vermelho desde que, em 2004/05, Giovanni Trapattoni conduziu as Águias ao primeiro lugar do campeonato.

Resultados da 30ª e última jornada:

União Leiria-FC Porto, 1-4

Setúbal-Belenenses, 1-2

Leixões-Sporting, 1-2

Paços Ferreira-Olhanense, 2-2

Nacional-Braga, 1-1

Naval-Académica, 0-1

Guimarães-Marítimo, 1-2

Benfica-Rio Ave, 2-1

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!