Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Basquetebol: com Inguevilde no comando “locomotivas” de Maputo são tricampeãs nacionais

Basquetebol: com Inguevilde no comando “locomotivas” de Maputo são tricampeãs nacionais

Foto de Eliseu PatifeO Ferroviário de Maputo manteve a sua hegemonia no basquetebol sénior feminino conquistando na passada quinta-feira(30) o Campeonato nacional, pelo terceiro ano consecutivo, após vencer o Costa do Sol por 47 a 55 pontos no 3º jogo da final. Inguevilde Mucauro voltou a ser decisiva e foi eleita a jogadora mais valiosa da prova que foi disputada na capital moçambicana.

O Costa do Sol, que surpreendeu vencendo o 1º jogo da final, entrou para a quadra do pavilhão do Maxaquene disposto acabar com o domínio “locomotiva”, a treinadora Deolinda Ngulele abriu o placar com uma “bomba”. Mas as pupilas de Leonel Manhique não tremeram e rapidamente fizeram a cambalhota no marcador e alargaram a vantagem para 6 a 15 no término do 1º período.

As “canarinhas” continuaram a dar luta e voltaram a marcar primeiro, por Elizabeth Pereira, no início do 2º período porém voltaram a desperdiçar muitos ataques e não conseguiam parar as investidas de Inguevilde e de Amélia Massingue que mantinham a vantagem em nove pontos. Nos minutos finais do 2º período o Costa do Sol melhorou de rendimento e reduziu a desvantagem para 20 a 26 pontos.

Foto de Eliseu PatifeDepois do intervalo as “locomotivas” voltaram a mostrar o seu melhor entrosamento e a qualidade das suas jovens atletas dilatando a vantagem até aos 10 pontos. Mas as duas experientes Deolindas (Ngulele e Gimo) mantinham a esperança das “canarinhas” reduzindo a desvantagem para 35 a 41 pontos no término do 3º período.

Deolinda Gimo, que foi a melhor marcadora da partida com 17 pontos, mostrou que apesar da idade continua a ser uma grande basquetebolista e manteve o Costa do Sol na disputa do troféu até aos minutos finais. Mas outra jogadora experiente, Rute Muianga, com uma “bomba” acabou por ditar a vitória do Ferroviário de Maputo por 47 a 55 pontos que revalidou, pelo terceiro ano consecutivo, o título nacional da “bola ao cesto”.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!