Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Bangladesh prende militante islâmico por assassinato de activistas do direito gay

A polícia de Bangladesh prendeu um militante islâmico pelo assassinato de dois defensores dos direitos homossexuais no meio de uma onda de ataques violentos contra activistas liberais e outras minorias no país sul-asiático.

Xulhaz Mannan, de 35 anos, editor da primeira revista de Bangladesh para gays, bissexuais e transgêneros, e seu colega activista Mahbub Rabbi Tonoy, de 25, foram mortos num apartamento na capital Daca, no final do mês passado.

O ataque foi reivindicado pela al Qaeda no subcontinente indiano. A polícia, no entanto, prendeu Shariful Islam, de 37 anos, membro do grupo militante local Ansarullah Bangla Team, em conexão com os assassinatos.

O governo de Bangladesh negou que o Estado Islâmico ou a al Qaeda tenham presença no país.

Monirul Islam, chefe da unidade de contra terrorismo da polícia de Daca, disse em conferência de imprensa no domingo que Shariful Islam foi preso no distrito de Kushtia. Ele foi levado à conferência, mas não comentou.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!